VI Grande Conferência, a 6 e 7 de Julho, no Auditório do Museu Paula Rego, em Cascais, porque já temos saudades de uma boa e séria conversa sobre Portugal, e porque sobre Portugal, sobre o Mar, como sempre, directa, aberta e, como já proverbial também, «sem lábia nem falsos salamaleques» _ como só nas Conferências do Jornal da Economia do Mar, como todos sabem, é possível.

As Nações não Morrem, Suicidam-se

A vida de uma Nação não se faz tão só de actualidade…

Importa nunca nos esquecermos das sábias palavras de Toynbee:

«as Nações não Morrem, Suicidam-se».

E porque uma Nação sem consciência de si é uma Nação condenada, importa:

Termos consciência, plena consciência, da Nação Marítima que somos…

Consciência, plena consciência, da Nação Marítima que somos para ser…

Como a consciência, plena consciência, da necessária relação de meios a fins

De como virmos a ser quanto verdadeiramente somos para ser…

Com plena consciência, das nossas possibilidades…

Plena consciência, das nossas capacidades

Das nossas virtudes e singularidade.

Sem ilusões…

Com consciência, plena consciência também, das nossas dificuldades

Mesmo eventuais debilidades

Mas não sem consciência, plena e igual consciência, das oportunidades

Reais e efectivas oportunidades.

Com consciência, plena consciência, de sermos Portugueses

De sermos Portugueses e ninguém poder ser Português por nós

Com consciência, também, plena consciência, da Nação Marítima que somos

Para plenamente Sermos

Nós

Portugal



2 comentários em “VI Grande Conferência”

  1. Artur Manuel Pires diz:

    Finalmente, Gonçalo Colaço. Já estávamos todos com saudades das Grandes Conferências do Jornal da Economia do Mar.

    Até lá, e cordialmente,

    Artur Manuel Pires

  2. João Ferreira da Conceição diz:

    Felicitando pela retoma desta importante iniciativa, cuja ausência forçada pelas razões pandémicas conhecidas, a torna ainda, mais oportuna!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Próximos eventos

De momento não existem próximos eventos.

«Foi Portugal que deu ao Mar a dimensão que tem hoje.»
António E. Cançado
«Num sentimento de febre de ser para além doutro Oceano»
Fernando Pessoa
Da minha língua vê-se o mar. Da minha língua ouve-se o seu rumor, como da de outros se ouvirá o da floresta ou o silêncio do deserto.
Vergílio Ferreira
Só a alma sabe falar com o mar
Fiama Hasse Pais Brandão
Há mar e mar, há ir e voltar ... e é exactamente no voltar que está o génio.
Paráfrase a Alexandre O’Neill

Últimas Notícias

Receber Sumário Diário