Três empresas japonesas, uma nórdica e uma chilena, foram multadas em milhões de euros por cartelização relacionada com o transporte marítimo de veículos. Uma delas foi perdoada a troco de colaboração com os investigadores.
União Europeia
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

A K’ Line admitiu que a multa que lhe foi aplicada pela União Europeia (UE) por violação das leis europeias da concorrência representará uma perda extraordinária de 39,1 milhões de euros no ano fiscal que termina em Março deste ano, refere o World Maritime News.

Já a NYK, multada em 141,82 milhões de euros pelo mesmo motivo, explicou que fez provisões de 147,8 milhões de euros para o efeito num relatório que reflecte contas até ao final de Dezembro de 2017, mas que não espera um impacto da multa nas contas no ano fiscal que termina no próximo mês, refere o mesmo jornal.

O caso da Mitsui O.S.K Lines (MOL) acabou de forma diferente. Considerada culpada da mesma violação e multada em 203 milhões de euros, a empresa ficou isenta do respectivo pagamento por ter colaborado com os investigadores relativamente às práticas de cartelização por parte destas e outras companhias, refere o jornal.

As três empresas, todas japonesas, que operam no transporte marítimo de veículos, terão manifestado que agora vão procurar recuperar a confiança pública perdida com o processo e procurar evitar que a situação se repita, refere o jornal.

Igualmente multada por cartelização e no valor mais alto no âmbito deste processo – 207 milhões de euros – foi a empresa sueca e norueguesa WWL-Eukor, também de transporte marítimo de veículos. Tal como a NYK, a empresa fez provisões para o efeito e não espera que a multa tenha impacto nos resultados.

A outra empresa multada no processo e pela mesma razão foi a chilena CSAV, também de transporte marítimo, segundo o mesmo jornal.

O jornal recorda que a investigação de que resultaram estas penalizações foi lançada em Setembro de 2012 e envolveu buscas nas instalações de vários fornecedores de serviços de transporte marítimo de veículos e fabricantes de veículos agrícolas. No final, concluiu-se que durante seis anos, entre Outubro de 2006 e Setembro de 2012, as cinco empresas formaram um cartel no mercado do transporte marítimo de longa distância de automóveis novos, camiões e outros veículos longos, em várias rotas unindo a Europa e outros continentes.



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Próximos eventos

  1. Seminário: Exploração de Hidrocarbonetos na Era da Transição Energética

    Junho 27 @ 14:30 - 18:30
«Foi Portugal que deu ao Mar a dimensão que tem hoje.»
António E. Cançado
«Num sentimento de febre de ser para além doutro Oceano»
Fernando Pessoa
Da minha língua vê-se o mar. Da minha língua ouve-se o seu rumor, como da de outros se ouvirá o da floresta ou o silêncio do deserto.
Vergílio Ferreira
Só a alma sabe falar com o mar
Fiama Hasse Pais Brandão
Há mar e mar, há ir e voltar ... e é exactamente no voltar que está o génio.
Paráfrase a Alexandre O’Neill