Oceanário de Lisboa, Aquário de Porto Pim e Aquário Vasco da Gama participam numa campanha promocional da conferência Our Ocean, em prol da saúde dos oceanos
Our Ocean
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

O Oceanário de Lisboa, o Aquário de Porto Pim e o Aquário Vasco da Gama participam na campanha global «World Aquariums Against Marine Litter», que o Comissário europeu para o Ambiente, Assuntos Marítimos e Pescas, Karmenu Vella, lança hoje, no Museu Oceanográfico do Mónaco.

A campanha conta com a participação de mais de 100 aquários de todo o mundo e visa promover a conferência «Our Ocean», que decorrerá nos dias 5 e 6 de Outubro, em Malta, organizada pela União Europeia, e que reunirá grandes nomes relacionados com esta temática, entre Governos, elementos da sociedade civil e empresas.

Para Karmenu Vella, “esta campanha sobre o lixo marítimo é urgente e bem-vinda”, acrescentando que “os aquários do mundo são um ecrã televisivo para os oceanos e decidiram tornar-se os noticiários do Oceano, para evitar que se tornem no seu canal História”. Considerando que neste Verão, “milhões de pessoas de todo o mundo visitarão um aquário”, Karmenu Vella entende que “para criar mudança, teremos que lhes mostrar a realidade da poluição provocada pelo plástico”.



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Próximos eventos

  1. Oceans Meeting

    Setembro 7 - Setembro 8
  2. Colóquio: Sines, o Porto e o Mar – História e Património

    Setembro 7 - Setembro 9
  3. X Congresso da APLOP

    Setembro 11 - Setembro 12
«Foi Portugal que deu ao Mar a dimensão que tem hoje.»
António E. Cançado
«Num sentimento de febre de ser para além doutro Oceano»
Fernando Pessoa
Da minha língua vê-se o mar. Da minha língua ouve-se o seu rumor, como da de outros se ouvirá o da floresta ou o silêncio do deserto.
Vergílio Ferreira
Só a alma sabe falar com o mar
Fiama Hasse Pais Brandão
Há mar e mar, há ir e voltar ... e é exactamente no voltar que está o génio.
Paráfrase a Alexandre O’Neill