Um relatório de entidades do Abu Dhabi traçou caminhos para a sustentabilidade do Índico
Lei-Quadro da Descentralização
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

 

A degradação dos ecossistemas marinhos, a poluição de plásticos, a pesca insustentável, a extracção de recursos marinhos não renováveis e a crescente salinidade estão a levar os oceanos à exaustão. Num relatório recente financiado pela Agência de Sustentabilidade Abu Dhabi e pelo Departamento de Desenvolvimento Económico Abu Dhabi, demonstram-se as iniciativas que devem ser levadas a cabo para evitar que seja este o rumo dos oceanos, principalmente o Índico, segundo o Safety4Sea.

 

Traçar uma rota para a sustentabilidade do oceano é o essencial. E com este relatório, denominado «Traçando uma Rota para a Sustentabilidade dos Oceanos no Arco do Índico» pode concluir-se que este progresso pode e deve ser realizado num prisma de desenvolvimento por parte dos Estados.

 

Os desafios colocados no relatório passam por fazer emergir tecnologias neste sentido. Através da aprendizagem com os casos de estudo, há que mapear um caminho através dos esforços dos Governos, do sector privado e das organizações multilaterais sob três pilares: governança, finanças e inovação.

 

 

 



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Próximos eventos

De momento não existem próximos eventos.

«Foi Portugal que deu ao Mar a dimensão que tem hoje.»
António E. Cançado
«Num sentimento de febre de ser para além doutro Oceano»
Fernando Pessoa
Da minha língua vê-se o mar. Da minha língua ouve-se o seu rumor, como da de outros se ouvirá o da floresta ou o silêncio do deserto.
Vergílio Ferreira
Só a alma sabe falar com o mar
Fiama Hasse Pais Brandão
Há mar e mar, há ir e voltar ... e é exactamente no voltar que está o génio.
Paráfrase a Alexandre O’Neill