O eurodeputado pelo PS convocou vários especialistas a Bruxelas para discutir o tema.
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

O eurodeputado Ricardo Serrão Santos organizou em Bruxelas uma conferência sobre o impacto do lixo marinho nos ecossistemas, onde conclui que da produção anual de sacos de plástico, que ronda os 300 milhões de toneladas, 5 a 10% terminam no mar.

Esta sessão no Parlamento Europeu segue uma linha de medidas que a região autónoma está a tomar para o problema mundial, com um plano de acção para a região já agendado, com projectos como o PALMA.

A conferência contou com a presença de Christopher Pham, do MARE – Centro de Ciências do Mar e do Ambiente da Universidade dos Açores, de Marianne Wenning, Directora para a “Qualidade de Vida, Água e Ar” da Direção Geral do Ambiente da Comissão Europeia, de Arlete Sogorb, Presidente da Associação Europeia de Mamíferos Aquáticos, do Zoo de Lisboa e de Bernard Merkx, Gestor de Porjetos, da Waste Free Oceans Foundation.

“A acumulação de lixo no oceano é antes de mais uma falha de mercado, uma vez que a indústria não é suficientemente responsabilizada pelo destino dos seus produtos”, afirmou Serrão Santos, durante a sessão.

O eurodeputado reconheceu que uma participação de múltiplos sectores vai ser necessária. Algumas leis já foram tomadas a nível europeu.



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Próximos eventos

De momento não existem próximos eventos.

«Foi Portugal que deu ao Mar a dimensão que tem hoje.»
António E. Cançado
«Num sentimento de febre de ser para além doutro Oceano»
Fernando Pessoa
Da minha língua vê-se o mar. Da minha língua ouve-se o seu rumor, como da de outros se ouvirá o da floresta ou o silêncio do deserto.
Vergílio Ferreira
Só a alma sabe falar com o mar
Fiama Hasse Pais Brandão
Há mar e mar, há ir e voltar ... e é exactamente no voltar que está o génio.
Paráfrase a Alexandre O’Neill