A Sailors for the Sea Portugal irá apostar na certificação de regatas para promover a sustentabilidade dos oceanos em Portugal
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

A Sailors for the Sea será «o braço armado da sociedade civil para a sustentabilidade do mar», refere Bernardo Corrêa de Barros, Presidente da Sailors for the Sea Portugal. A associação tem três campos de actividade: um programa de investigação e partilha de conhecimento sobre o mar, um programa de intervenção primária com jovens e crianças e a certificação de regatas.

O objectivo é que para o ano «não só o clube naval de Cascais seja o clube mais sustentável do mundo» com 100% das suas regatas certificadas, sendo que anualmente existem 52 regatas, mas também querem alargar a actividade para todo o país, para chegar às 650 regatas certificadas em Portugal, em semelhança ao que já é feito nos Estados Unidos.

Bernardo Corrêa de Barros quer ver «daqui a cinco anos a Sailors for the Sea Portugal a tornar-se Sailors for the Sea Europa». Em Portugal, a visão é que a Sailors for the Sea torne-se uma associação para a sustentabilidade do mar líder da opinião em Portugal e influenciadora da decisão política, e que esteja a certificar uma grande percentagem das regatas que cheguem ao país e abrangem uma grande percentagem dos jovens e crianças nesta temática.

A associação Sailors for the Sea iniciou actividade em 2004 nos Estados Unidos, existindo duas filiais em Portugal e no Japão. Em Portugal, a Sailors for the Sea é composta por 14 voluntários.



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Próximos eventos

De momento não existem próximos eventos.

«Foi Portugal que deu ao Mar a dimensão que tem hoje.»
António E. Cançado
«Num sentimento de febre de ser para além doutro Oceano»
Fernando Pessoa
Da minha língua vê-se o mar. Da minha língua ouve-se o seu rumor, como da de outros se ouvirá o da floresta ou o silêncio do deserto.
Vergílio Ferreira
Só a alma sabe falar com o mar
Fiama Hasse Pais Brandão
Há mar e mar, há ir e voltar ... e é exactamente no voltar que está o génio.
Paráfrase a Alexandre O’Neill