Segundo a WindEurope, a Europa investiu cera de 27 mil milhões de euros em novos parques eólicos em 2018
Tauron
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Em 2018, a Europa investiu 27 mil milhões de euros em novos parques eólicos, um valor semelhante ao de anos anteriores, mas graças à redução de custos (que significa produzir mais energia com o mesmo dinheiro, especialmente no segmento offshore), esse capital permitirá gerar uma capacidade recorde de 16.7 GW de energia, segundo o relatório anual da WindEurope sobre o financiamento da energia eólica europeia entre 1 de Janeiro e 31 de Dezembro do último ano, citado pelo Safety4Sea.

Neste documento, que inclui dados relativos aos 28 Estados da União Europeia, Montenegro, Sérvia, Rússia, Noruega, Ucrânia e Turquia, esclarece-se que o custo de capital para gerar uma capacidade de 1 MW de energia eólica onshore passou de 2 milhões de euros em 2015 para 1.4 milhões de euros em 2018. No caso da mesma capacidade, mas offshore, essa redução foi de 4.5 milhões de euros em 2015, para 2.5 milhões de euros em 2018. O documento apresenta outros dados sobre o investimento na capacidade eólica europeia em 2018.

No caso do offshore, o investimento em novos parques eólicos ascendeu a 10.3 mil milhões de euros (24% dos investimentos em novos projectos energéticos da Europa), contra 16.4 milhões de euros investidos em nova capacidade eólica onshore (38% dos investimentos em novos projectos energéticos europeus).

Ainda relativamente ao offshore, que é o que mais interessa à economia do mar, os novos investimentos em 2018 foram dominados por transacções de project finance (financiamentos de longo prazo de projectos industriais e infra-estruturantes baseados nos fluxos de caixa previstos e não nos balanços patrimoniais dos promotores), diferentemente de anos anteriores, em que eram baseados em corporate finance (transacções assentes nos ciclos de negócios dos investidores, nos seus balanços).

O relatório concluiu também que os Bancos estão mais seguros com os riscos associados ao mercado offshore, facilitando novos projectos, sobretudo se forem assentes em estratégias de project finance.

Outro dado apresentado foi o de que a maioria dos investimentos em nova capacidade eólica anunciados em 2018 recai na eólica onshore (12.5 GW, contra 4.2 GW do offshore).

Recorde-se que, segundo a WindEurope, em 2018, “a nova capacidade eólica instalada na Europa superou a nova capacidade instalada de qualquer outro tipo de energia”, conforme referimos já neste jornal, e que “dos investimentos em energias renováveis feitos em 2018, 63% foram feitos em energia eólica, acima dos 52% de 2017”, conforme também noticiámos.



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Próximos eventos

De momento não existem próximos eventos.

«Foi Portugal que deu ao Mar a dimensão que tem hoje.»
António E. Cançado
«Num sentimento de febre de ser para além doutro Oceano»
Fernando Pessoa
Da minha língua vê-se o mar. Da minha língua ouve-se o seu rumor, como da de outros se ouvirá o da floresta ou o silêncio do deserto.
Vergílio Ferreira
Só a alma sabe falar com o mar
Fiama Hasse Pais Brandão
Há mar e mar, há ir e voltar ... e é exactamente no voltar que está o génio.
Paráfrase a Alexandre O’Neill