O município está a financiar operadores de turismo de cruzeiros que envolvam a cidade nos seus roteiros, visando desenvolver Qingdao como destino turístico internacional de cruzeiros
Asia Cruise Cooperation
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

O município de Qingdao, situado na costa leste chinesa e com cerca de 2,5 milhões de habitantes, está a disponibilizar incentivos financeiros para acelerar a criação de uma zona experimental de turismo de cruzeiros naquele local, no âmbito da transição da cidade para um destino turístico internacional, refere o Maritime Executive.

Segundo a publicação, em 11 de Dezembro, o município e o distrito urbano de Shibei, também em Qingdao, divulgaram planos para conceder subsídios de até aproximadamente 380 mil euros a empresas de cruzeiros que incluam a cidade nos seus itinerários, a agências de viagens que organizem programas de sightseeing em Qingdao e outros operadores turísticos.

A notícia refere igualmente que os subsídios incluem de 12.700 a 51 mil euros por viagem para partidas de Qingdao, 63.600 euros por cada 10 viagens de empresas de cruzeiros que tenham lançado operações formais em Qingdao e 380 mil euros para um mínimo de 50 viagens. Adicionalmente, outros operadores e agentes de vendas de bilhetes que aluguem ou fretem navios de cruzeiros com base operacional em Qingdao e consigam embarcar 5 mil ou mais passageiros por ano naquela cidade, terão direito a um subsídio de 25,4 euros por passageiro.

 



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Próximos eventos

De momento não existem próximos eventos.

«Foi Portugal que deu ao Mar a dimensão que tem hoje.»
António E. Cançado
«Num sentimento de febre de ser para além doutro Oceano»
Fernando Pessoa
Da minha língua vê-se o mar. Da minha língua ouve-se o seu rumor, como da de outros se ouvirá o da floresta ou o silêncio do deserto.
Vergílio Ferreira
Só a alma sabe falar com o mar
Fiama Hasse Pais Brandão
Há mar e mar, há ir e voltar ... e é exactamente no voltar que está o génio.
Paráfrase a Alexandre O’Neill