Miguel Duarte pode ser condenado a 20 anos de prisão por ter salvo migrantes no Mediterrâneo a bordo do Iuventa, da Jugend Rettet, ONG alemã.
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

“Para que a solidariedade não se torne um crime”, assim termina, Miguel Duarte, o vídeo onde pede auxílio monetário para enfrentar a acusação de que está a ser alvo por ter resgatado imigrantes no Mediterrâneo.

Na sequência das inúmeras notícias que ouvia sobre refugiados a pergunta que permanecia na sua cabeça – “Porque não eu?” – “ganhou vida” em 2016 quando decidiu, aos 24 anos, juntar-se como voluntário a uma tripulação de resgate marítimo no Mediterrâneo central a bordo do Iuventa. Ao fim de um ano tinha salvo, juntamente com a equipa, 14 mil vidas. 

“Ao longo desse ano, vi passar pelas minhas mãos milhares de homens, mulheres e crianças em completo sofrimento. Basta um dia no mar para nos apercebermos que estas pessoas não vêm por escolha própria”, recorda o jovem. 

O problema foi quando, em 2018, ano em que quase 2.300 pessoas morreram a tentar chegar à Europa pelo Mediterrâneo, foi notificado oficialmente pelo Ministério Público italiano que o acusa, juntamente com a restante tripulação, de apoio à imigração ilegal, tráfego humano e posse de armas de fogo. Apesar de as primeiras duas acusações já não existirem, permanece a terceira, que o pode sujeitar a 20 anos na prisão. 

Segundo o PPL, plataforma de angariação de financiamento, a campanha de angariação de fundos para Miguel Duarte, que começou a 7 de Junho, já recolheu quase 14 mil euros que o ajudarão a suportar os custos legais do processo — mais quatro mil do que estava inicialmente estipulado. A campanha termina a 12 de julho.

Miguel Duarte, aluno de doutoramento em Matemática no Instituto Superior Técnico, conta a sua história na página da PPL, afirmando que faria tudo novamente. “Não tenho a mais pequena dúvida que tirar estas pessoas da água é o que está certo. E não tenho a mais pequena dúvida de que qualquer pessoa teria feito o mesmo”, refere determinado o jovem cuja história já corre nas redes sociais com a hashtag #EuFariaOMesmo.



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Próximos eventos

De momento não existem próximos eventos.

«Foi Portugal que deu ao Mar a dimensão que tem hoje.»
António E. Cançado
«Num sentimento de febre de ser para além doutro Oceano»
Fernando Pessoa
Da minha língua vê-se o mar. Da minha língua ouve-se o seu rumor, como da de outros se ouvirá o da floresta ou o silêncio do deserto.
Vergílio Ferreira
Só a alma sabe falar com o mar
Fiama Hasse Pais Brandão
Há mar e mar, há ir e voltar ... e é exactamente no voltar que está o génio.
Paráfrase a Alexandre O’Neill