Quatro surfistas representarão Portugal pela primeira vez nesta prova, que se realiza autonomamente pela segunda vez
Greater Sunrise
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Portugal vai participar, pela primeira vez, num campeonato mundial exclusivo para a modalidade de longboard – World Longboard Surfing Championship -, na Ilha de Hainan, na China, entre 19 e 25 de Janeiro de 2018, segundo a Surftotal.

Para esta competição, que está a decorrer pela segunda vez, a selecção portuguesa vai levar quatro surfistas – Diogo Gonçalves e Kathleen Barrigão, campeões nacionais da modalidade, João Dantas, campeão europeu de longboard no Eurosurf 2017 e, Inês Martins, campeã̃ nacional universitária.

“Vamos competir com uma equipa na máxima força, com quatro atletas de grande valia técnica e que estão a realizar uma excelente época”, referiu Miguel Ruivo, seleccionador nacional.

Por seu lado, João Aranha, presidente da Federação Portuguesa de Surf, crê que a presença portuguesa nesta competição irá “contribuir de forma decisiva para a promoção do longboard em Portugal”, levando a um “impacto directo na atenção mediática” e a um “aumento do número de praticantes e adeptos da modalidade”.

Como evento isolado dos demais, este realizou-se pela primeira vez em 2013, em Huanchaco, Perú, com a França a sagrar-se campeã mundial. No plano individual, o francês Antoine Delpero (Open Men), a sul-africana Simone Robb (Open Women) e a havaiana Honolua Blomfield, venceram as medalhas de ouro.



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Próximos eventos

De momento não existem próximos eventos.

«Foi Portugal que deu ao Mar a dimensão que tem hoje.»
António E. Cançado
«Num sentimento de febre de ser para além doutro Oceano»
Fernando Pessoa
Da minha língua vê-se o mar. Da minha língua ouve-se o seu rumor, como da de outros se ouvirá o da floresta ou o silêncio do deserto.
Vergílio Ferreira
Só a alma sabe falar com o mar
Fiama Hasse Pais Brandão
Há mar e mar, há ir e voltar ... e é exactamente no voltar que está o génio.
Paráfrase a Alexandre O’Neill