O gabinete federal de estatísticas da Alemanha apresentou os últimos resultados sobre desempenho portuário, nos quais o comércio com a China teve um papel importante
Destatis
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Os portos marítimos alemães movimentaram 304,7 milhões de toneladas de mercadorias em 2018, mais 1,7% do que em 2018, revelou há dias o Gabinete Federal de Estatísticas da Alemanha (Destatis), cita o Safety4Sea. Neste contexto, os portos marítimos germânicos receberam mais 2% de mercadorias e foram ponto de partido para mais 1,8% do que no ano anterior.

O movimento de carga contentorizada (15,7 milhões de TEU) manteve-se semelhante ao de 2017 e nesse contexto, a China foi o principal parceiro comercial da Alemanha, com um transporte marítimo de 3 milhões de TEU, seguida pelos Estados Unidos, com menos de metade (1,4 milhões de TEU) e pela Rússia, com 700 mil TEU, refere a mesma publicação.

A Safety4Sea cita um Director da associação alemã de empresas portuárias, Daniel Hosseus, que terá admitido à agência noticiosa chinesa Xinhua o papel determinante do comércio com a China para o desempenho dos portos germânicos. Segundo a notícia, esse comércio correspondeu a 22,9 milhões de toneladas, mais 5,3% do que no ano anterior, demonstrando a importância do comércio entre a Alemanha e a China.



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

«Foi Portugal que deu ao Mar a dimensão que tem hoje.»
António E. Cançado
«Num sentimento de febre de ser para além doutro Oceano»
Fernando Pessoa
Da minha língua vê-se o mar. Da minha língua ouve-se o seu rumor, como da de outros se ouvirá o da floresta ou o silêncio do deserto.
Vergílio Ferreira
Só a alma sabe falar com o mar
Fiama Hasse Pais Brandão
Há mar e mar, há ir e voltar ... e é exactamente no voltar que está o génio.
Paráfrase a Alexandre O’Neill