Meta deverá ser atingida na sequência da entrada em funcionamento de várias novas infra-estruturas portuárias
Alex Hungate
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

O presidente da Autoridade Portuária de Valência (APV), Aurelio Martinez, admitiu que existe a ambição de tornar o porto de Valência um dos três principais da Europa, refere a Safety4Sea. A afirmação foi feita durante a apresentação dos resultados do estudo «Economic Impact of the ports of the Port Authority of Valencia in 2016» e faz depender essa meta da entrada em funcionamento das novas infra-estruturas do porto.

Actualmente, o porto de Valência é o 28º do ranking mundial em tráfego de contentores, graças a um total de 96 linhas regulares e ligações a 870 portos nos cinco continentes. As infra-estruturas a que se referia Aurelio Martinez são a expansão do porto a norte, o novo terminal de passageiros e a promoção de um terceiro cais no porto de Sagunto, bem como o arranque de áreas logísticas.

 



2 comentários em “Porto de Valência quer ser um dos três primeiros da Europa”

  1. Manuel Ferreira Fernandes diz:

    E os nossos portos, ferroviariamente balcanizados, darão um importante contributo a esta pretensão. A falta de visão dos governos que interromperam a concretização dos planos de D. Pedro V e Fontes Pereira de Melo, condenaram os nossos portos a um papel secundário no transporte de mercadorias de e para a Europa Continental. Muito mais bem posicionados para servir de sua porta atlântica, principalmente o porto de Sines, facilitam no entanto a estratégia de todos os concorrentes. E, até no tráfego Aéreo estamos a cometer os mesmos erros ao querer transformar o Aeroporto de Lisboa num duplo terminal Low Cost, sem qualquer possibilidade de se assumir como Hub Intercontinental e porta de entrada na Europa, cedendo esse papel a Barajas-Madrid. Volta Camões para ensinar aos pategos que têm desgovernado esta jangada, que ainda é “Aqui onde a Terra se acaba e o Mar começa”.

  2. Helder Costa Almeida diz:

    Concordo plenamente com o comentário supra

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Próximos eventos

  1. Da Cartografia na Antiguidade até à Cartografia Portuguesa

    Novembro 16 @ 15:00 - 17:30
«Foi Portugal que deu ao Mar a dimensão que tem hoje.»
António E. Cançado
«Num sentimento de febre de ser para além doutro Oceano»
Fernando Pessoa
Da minha língua vê-se o mar. Da minha língua ouve-se o seu rumor, como da de outros se ouvirá o da floresta ou o silêncio do deserto.
Vergílio Ferreira
Só a alma sabe falar com o mar
Fiama Hasse Pais Brandão
Há mar e mar, há ir e voltar ... e é exactamente no voltar que está o génio.
Paráfrase a Alexandre O’Neill