Quando entrarem em vigor as novas regas sobre o teor de enxofre nos combustíveis marítimos, o porto não admitirá descargas de águas residuais de scrubbers de circuito aberto
EMSWe
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

O porto de Singapura vai proibir a descarga de águas residuais dos exaustores de circuito aberto de gases de escape dos navios (scrubbers) nas suas águas em 2020, quando entrarem vigor as novas regras internacionais sobre o teor de enxofre nos combustíveis marítimos, refere o World Maritime News.

A medida enquadra-se nos esforços daquele porto de protecção do meio marinho e justifica-se, pois, segundo o jornal, pois admite-se que essas águs residuais possam conter metais pesados e hicrocarbonetos poli-aromaticos, potencialmente perigosos para a vida marinha, refere o jornal.

Na sequência dessa medida, os navios com scrubbers de circuito aberto que escalarem Singapura serão solicitados a utilizar combustível compatível com as futuras regras internacionais em vigor e os que tiverem scrubbers híbridos deverão adaptar-se para o modo de operação em circuito fechado. No quadro do Anexo VI da Convenção MARPOL sobre poluição por navios, o porto de Singapura disponibilizará instalações para recolha de resíduos gerados por operações de scrubbers.

O jornal recorda, com base em dados da sociedade classificadora DNV GL, que 72% dos scrubbers instlados são de circuito aberto, a opção preferida pelos armadores por ser mais prática e económica, e na maioria podem ser convertidos para circuito fechado. Os scrubbers híbridos são 22% e os de circuito fechado são 2%.



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Próximos eventos

  1. Seminário WavEC 2018

    4 Dezembro, 2018 - 5 Janeiro, 2019
«Foi Portugal que deu ao Mar a dimensão que tem hoje.»
António E. Cançado
«Num sentimento de febre de ser para além doutro Oceano»
Fernando Pessoa
Da minha língua vê-se o mar. Da minha língua ouve-se o seu rumor, como da de outros se ouvirá o da floresta ou o silêncio do deserto.
Vergílio Ferreira
Só a alma sabe falar com o mar
Fiama Hasse Pais Brandão
Há mar e mar, há ir e voltar ... e é exactamente no voltar que está o génio.
Paráfrase a Alexandre O’Neill