A formação em Salvamento de Marítimo e Sobrevivência no Mar está a cargo do Instituto de Socorros a Náufragos e destina-se a pilotos e tripulantes de lanchas
Porto de Setúbal
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Desde 22 de Janeiro e até 28 de Fevereiro, o porto de Setúbal acolhe acções de formação em Salvamento de Marítimo e Sobrevivência no Mar, a cargo do Instituto de Socorros a Náufragos (ISN) distribuídas por 4 períodos de 3 dias (em janeiro, de 22 a 24 e de 29 a 31 e, em Fevereiro, de 19 a 21 e de 26 a 28).

A formação, destinada a pilotos e tripulantes das lanchas, visa “dotar os participantes de ferramentas que permitam fazer face aos riscos inerentes à profissão que exercem”, como refere a Administração dos Portos de Setúbal e Sesimbra (APSS) e decorre nas infra-estruturas portuárias, com a “parte operacional efectuada a partir do Trem Naval e nas lanchas de pilotagem”.

Entretanto, o porto de Setúbal foi visitado recentemente pela Associação de Transitários de Portugal (APAT), cujos representantes se reuniram com a APSS para “cimentar e dinamizar sinergias entre as duas entidades”. Uma reunião “que visou delinear estratégias de colaboração no sentido de ganhar mais eficiência para a actividade dos transitários portugueses e de todos os intervenientes da cadeia de transporte, o que resultará em benefícios para a economia local e nacional”, refere a APSS.

 



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Próximos eventos

De momento não existem próximos eventos.

«Foi Portugal que deu ao Mar a dimensão que tem hoje.»
António E. Cançado
«Num sentimento de febre de ser para além doutro Oceano»
Fernando Pessoa
Da minha língua vê-se o mar. Da minha língua ouve-se o seu rumor, como da de outros se ouvirá o da floresta ou o silêncio do deserto.
Vergílio Ferreira
Só a alma sabe falar com o mar
Fiama Hasse Pais Brandão
Há mar e mar, há ir e voltar ... e é exactamente no voltar que está o génio.
Paráfrase a Alexandre O’Neill