Mais de 30 hectares já estão em negociação com potenciais interessados em instalar-se na futura plataforma para exportação e importação de produtos agrícolas, hortícolas e de pesca
Porto de Roterdão
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Mais de metade dos 60 hectares do porto holandês de Roterdão, o maior da Europa, destinados à instalação de uma plataforma para produtos agrícolas, hortícolas e de pesca estão a ser alvo de negociações com empresas interessadas, referem vários meios de comunicação internacionais.

A plataforma, a instalar em Calandkanaal, à entrada da extensão portuária de Maasvlakte, prevê 45 hectares para empresas e já é objecto de trabalhos preparatórios, incluindo análises aos solos e construção de estradas provisórias e outras instalações. O seu desenvolvimento deverá arrancar em Julho, com a construção da área para o primeiro cliente e as primeiras empresas deverão começar a operar no final de 2020.

O projecto contribuirá para uma expansão da capacidade do porto como principal porto de trânsito da Europa Ocidental para este tipo de produtos, num país que é o segundo maior exportador mundial de produtos agrícolas, a seguir aos Estados Unidos. O principal destino das exportações agrícolas do porto é a China e a maioria das importações provém da África do Sul, Brasil e Costa Rica.

Segundo a autoridade portuária de Roterdão, as principais exportações do porto são vegetais, cebolas, batatas, porco, produtos avícolas, queijo, plantas de exteriores e arenque. Já as principais importações são citrinos, bananas, uvas e sumos de frutas.

A futura plataforma terá acesso a vários cais para navios oceânicos especialmente equipados para carga refrigerada e também para navios de águas interiores, terá armazéns adjacentes aos cais para facilitar o transporte, processamento e armazenamento rápido de carga refrigerada, e ainda instalações partilhadas. No final, será um importante complemento aos locais de que o porto já dispõe para movimento de produtos agro-alimentares.



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Próximos eventos

  1. Selvagens Ilhas Afortunadas

    Junho 6
«Foi Portugal que deu ao Mar a dimensão que tem hoje.»
António E. Cançado
«Num sentimento de febre de ser para além doutro Oceano»
Fernando Pessoa
Da minha língua vê-se o mar. Da minha língua ouve-se o seu rumor, como da de outros se ouvirá o da floresta ou o silêncio do deserto.
Vergílio Ferreira
Só a alma sabe falar com o mar
Fiama Hasse Pais Brandão
Há mar e mar, há ir e voltar ... e é exactamente no voltar que está o génio.
Paráfrase a Alexandre O’Neill