Um rebocador, uma unidade móvel de geração de electricidade e duas movimentadoras, tudo a GNL, são projectos em curso no porto de Barcelona e que foram recentemente debatidos entre a respectiva comunidade portuária
Porto de Barcelona
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

No final de Setembro, a autoridade portuária de Barcelona e os restantes membros da respectiva comunidade portuária envolvidos em projectos baseados na utilização do gás natural como combustível alternativo em navios, maquinaria e outros veículos no âmbito da sua actividade, reuniram-se para debater a evolução de três destas iniciativas, pensadas para reduzir as emissões de poluentes no porto.

Nesse contexto a autoridade portuária de Barcelona anunciou a implementação de um projecto de rebocador a gás natural liquefeito (GNL), no âmbito do seu plano para melhorar a qualidade do ar e n quadro do programa «CORE LNGas hive», co-financiado pela União Europeia (UE). Na reunião, foi aprovado um orçamento superior a 190 mil euros para este projecto e um calendário que aponta para a sua finalização em Dezembro de 2018.

O projecto inclui todas as fases de concepção e viabilidade (estudo de necessidades e prestações do rebocador, design conceptual, estudo da logística do fornecimento, análise de riscos, análise técnica da operação e estudo da viabilidade económica da operação) e visa produzir um rebocador a GNL que seja competitivo, quer do ponto de vista económico, quer operacional, face aos rebocadores actualmente em utilização.

Igualmente em debate nessa reunião esteve o projecto de uma unidade móvel de geração de energia eléctrica a gás para navios ro-ro durante a sua permanência em porto. A unidade móvel já está em Barcelona e está para breve a chegada dos tanques de GNL. Segundo notícias já difundidas, está adiantada a adaptação das ligações eléctricas e do painel de controlo do Audace, o navio da Frota Suardiaz com o qual se realizarão os testes piloto nos portos de Barcelona, Vigo e Tenerife ao longo dos próximos meses.

O projecto envolve o design e construção do gerador eléctrico e dos tanques para GNL (com respectivas ligações e modificações no navio e no porto), análises técnicas e de viabilidade económica, análises de emissões dos motores diesel já existentes (para comparação com as do motor a gás), entre outras fases. A unidade geradora e os tanques de GNL foram instaladas em contentores de 40 pés para viajarem a bordo do navio ro-ro durante os percursos entre os portos e para serem de fácil carga, descarga e instalação no molhe de atracação.

O terceiro projecto em análise no encontro foi o do funcionamento de duas movimentadoras universais (straddle carriers) alimentadas a gás natural, pioneiro nos terminais de contentores do Mediterrâneo. Conta com a participação dos dois operadores de terminais de contentores do porto de Barcelona (APM Terminals Barcelona e BEST), que cederam as máquinas, e consiste na modificação dos respectivos motores a diesel para funcionarem a gás natural (dual-fuel ou 100% a gás) e na incorporação dos tanques de GNL correspondentes.

Também aqui, a iniciativa envolve várias fases, como estudos de viabilidade técnica (da adaptação dos motores), design da logística do abastecimento do GNL às máquinas e respectivas medidas de segurança, comparação de consumos e emissões dos diferentes tipos de combustíveis e ainda a formação específica de pessoal destacado para a utilização e manutenção das movimentadoras alimentadas a gás natural.



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Próximos eventos

  1. 1ª Feira e Congresso Trabalhar num Navio

    Outubro 19 @ 11:00 - 19:30
  2. MOST Iberia 2017

    Outubro 21 - Outubro 24
  3. Mineração em Mar Profundo – Uma escolha sustentável para Portugal?

    Outubro 27 @ 9:00 - 18:00
«Foi Portugal que deu ao Mar a dimensão que tem hoje.»
António E. Cançado
«Num sentimento de febre de ser para além doutro Oceano»
Fernando Pessoa
Da minha língua vê-se o mar. Da minha língua ouve-se o seu rumor, como da de outros se ouvirá o da floresta ou o silêncio do deserto.
Vergílio Ferreira
Só a alma sabe falar com o mar
Fiama Hasse Pais Brandão
Há mar e mar, há ir e voltar ... e é exactamente no voltar que está o génio.
Paráfrase a Alexandre O’Neill