O Paquistão assinou um contracto por 15 anos para a aquisição de uma Unidade Flutuante de Armazenamento e Regaseificação que servirá como segundo terminal de importação de gás natural liquefeito.
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

O Paquistão assinou um contracto por 15 anos com o Grupo BW de Singapura para aquisição de uma Unidade Flutuante de Armazenamento e Regaseificação que servirá como segundo terminal de importação de gás natural liquefeito.

A plataforma deverá ser entregue até ao final do corrente ano para ser instalada no Porto de Qasim, em Karachi, esperando-se que venha a estar completamente operacional até ao final do primeiro semestre de 2017, proporcionando uma capacidade diária de importação de gás de 600 mcf.

Seguindo as pisadas do Egipto e da Jordânia, o Paquistão é desde 2015 um novo importador de gás liquefeito tendo em vista reduzir o respectivo deficit de gás em cerca de 30% e garantir combustível suficiente para alimentar as novas infra-estruturas de produção de energia com capacidade de 3 600 MW que estão neste momento a ser construídas.



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Próximos eventos

De momento não existem próximos eventos.

«Foi Portugal que deu ao Mar a dimensão que tem hoje.»
António E. Cançado
«Num sentimento de febre de ser para além doutro Oceano»
Fernando Pessoa
Da minha língua vê-se o mar. Da minha língua ouve-se o seu rumor, como da de outros se ouvirá o da floresta ou o silêncio do deserto.
Vergílio Ferreira
Só a alma sabe falar com o mar
Fiama Hasse Pais Brandão
Há mar e mar, há ir e voltar ... e é exactamente no voltar que está o génio.
Paráfrase a Alexandre O’Neill