O encontro decorre amanhã, em Peniche, e junta organizações portuguesas e espanholas, em defesa da manutenção e/ou aumento das possibilidades de captura
ANOPCERCO
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Dez organizações portuguesas e 15 espanholas, todas relacionadas com a pesca da sardinha, vão reunir-se amanhã em Peniche para discutir várias questões, entre as quais a possibilidade de redução de capturas em 2019, referiu o Diário de Notícias com base em declarações à Lusa de Humberto Jorge, presidente da Associação das Organizações de Produtores da Pesca (ANOP) do Cerco, promotora do encontro.

Segundo o jornal, do lado português, oito das 10 entidades serão associadas da ANOP Cerco: a Vianapesca (Viana do Castelo), a Apropesca (Póvoa do Varzim), Propeixe (Matosinhos), Centro Litoral (Figueira da Foz), Opcentro (Peniche), Sesibal (Sesimbra, Setúbal e Sines), Barlapescas (Portimão) e Olhãopesca (Olhão). Do dado espanhol, as entidades presentes serão associadas da Organização de Produtores de Pesca e da Associação de Armadores do Cerco da Comunidade Autónoma da Galiza e da Federação Andaluza de Confrarias de Pescadores.

Nas declarações à Lusa, Humberto Jorge referiu não compreender a redução das capturas todos os anos, apesar de relatórios científicos apontarem para melhorias na biomassa, e recusou aceitar uma diminuição de possibilidades de pesca para este ano inferior às 12 mil toneladas admitidas para 2018. Actualmente, os pescadores dois países estão impedidos de pescar sardinha desde Setembro e até Maio.

 



Um comentário em “Organizações de pesca da sardinha reúnem em Peniche”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Próximos eventos

De momento não existem próximos eventos.

«Foi Portugal que deu ao Mar a dimensão que tem hoje.»
António E. Cançado
«Num sentimento de febre de ser para além doutro Oceano»
Fernando Pessoa
Da minha língua vê-se o mar. Da minha língua ouve-se o seu rumor, como da de outros se ouvirá o da floresta ou o silêncio do deserto.
Vergílio Ferreira
Só a alma sabe falar com o mar
Fiama Hasse Pais Brandão
Há mar e mar, há ir e voltar ... e é exactamente no voltar que está o génio.
Paráfrase a Alexandre O’Neill