A operadora de ferries Fred Olsen, com actividade nas Canárias, vai investir 126 milhões de euros em dois novos ferries trimaran a construir por uma empresa australiana a partir de 2018
Fred Olsen
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

A empresa espanhola Fred Olsen encomendou dois ferries trimaran à construtora naval australiana Austal Limited, refere o World Maritime News. O contrato tem o valor de 126 milhões de euros e implica a construção dos navios a partir de 2018 nos prazos de 29 e 36 meses, refere o jornal.

Ainda segundo o jornal, cada um dos navios terá capacidade para transportar 1.100 passageiros e 276 automóveis a uma velocidade até 38 nós. O local da construção ainda não foi divulgado.

Estes serão o segundo e terceiro trimarans em alumínio destinados à Fred Olsen pela Austal Australia. Actualmente, a empresa espanhola já opera o maior (e que foi o primeiro) trimaran para passageiros e veículos, o Benchijigua Express, concebido e construído pela empresa australiana em 2005.

“O Benchijigua Express tornou-se uma referência na indústria em operações comerciais de ferries, excedendo as expectativas de desempenho, velocidade e experiências para os clientes nas Ilhas Canárias”, refere David Singleton, CEO da Austal, citado pelo jornal.

A Fred Olsen foi fundada em 1974 e une as sete ilhas do arquipélago espanhol das Canárias por ferries, cobrindo cinco rotas para passageiros, veículos de lazer e mercadorias, transportando mais de 2,5 milhões de pessoas, 600 mil automóveis e mais de 125 mil veículos pesados anualmente.



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Próximos eventos

  1. 1ª Feira e Congresso Trabalhar num Navio

    Outubro 19 @ 11:00 - 19:30
  2. MOST Iberia 2017

    Outubro 21 - Outubro 24
  3. Mineração em Mar Profundo – Uma escolha sustentável para Portugal?

    Outubro 27 @ 9:00 - 18:00
«Foi Portugal que deu ao Mar a dimensão que tem hoje.»
António E. Cançado
«Num sentimento de febre de ser para além doutro Oceano»
Fernando Pessoa
Da minha língua vê-se o mar. Da minha língua ouve-se o seu rumor, como da de outros se ouvirá o da floresta ou o silêncio do deserto.
Vergílio Ferreira
Só a alma sabe falar com o mar
Fiama Hasse Pais Brandão
Há mar e mar, há ir e voltar ... e é exactamente no voltar que está o génio.
Paráfrase a Alexandre O’Neill