Francisco Camacho, sendo candidato único, prepara-se para ser o próximo líder da Juventude Popular, o que não tem nada de extraordinário a não o facto de conceder ao Mar uma preocupação e uma prioridade que não só estamos pouco habituados a ver na política como, segundo as suas palavras e talvez ainda mais importante, se afigura ser também preocupação de uma nova geração cansada de ver Portugal estagnado há vinte anos.
Hyundai Heavy Industries


2 comentários em “O salto marítimo de uma nova geração política”

  1. O Professor Hernâni Lopes em 2009 no seu estudo ”Hypercluster da Economia do Mar” identifica uma estratégia de organização e implementação e planos de ação para o conjunto alargado e complexo nas atividades identificadas.

    Já no tempo da ditadura António Oliveira Salazar dizia em 1933:
    “ Que pena me faz ver deserto este Tejo maravilhoso, sem que nele remem ou velejem, sob um céu incomparável, aos milhares, os filhos deste país de marinheiros…”

    Repito com o risco de ser impertinente: o mar e a possibilidade de contacto das crianças com a água tem de começar no pré-escolar

  2. Furtado diz:

    O mar e a possibilidade de contacto das crianças com a água tem de começar no pré-escolar! Não aleatoriamente, mas com objetivos pedagógicos bem formulados e aplicados!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Próximos eventos

De momento não existem próximos eventos.

«Foi Portugal que deu ao Mar a dimensão que tem hoje.»
António E. Cançado
«Num sentimento de febre de ser para além doutro Oceano»
Fernando Pessoa
Da minha língua vê-se o mar. Da minha língua ouve-se o seu rumor, como da de outros se ouvirá o da floresta ou o silêncio do deserto.
Vergílio Ferreira
Só a alma sabe falar com o mar
Fiama Hasse Pais Brandão
Há mar e mar, há ir e voltar ... e é exactamente no voltar que está o génio.
Paráfrase a Alexandre O’Neill