No futuro, a mineração em mar profundo surge como quase uma inevitabilidade, importa, por isso mesmo, sabermos quais as potencialidades que possuímos e termos perfeita noção do modelo de concessões que pretendemos vir a realizar, sobretudo porque, tal como alerta Artur Manuel Pires, pelos custos de investimento exigidos para a consequente exploração não deixará de obrigar à também inevitável formação de consórcios internacionais.


Um comentário em “Mineração: importa saber o que temos e o modelo de concessões que queremos”

  1. Pedro Valle Teixeira diz:

    Vale a pena aguardar:
    MININGIMPACT MONITORS FIRST IN SITU TEST OF NODULE MINING ON THE DEEP-SEA ENVIRONMENT – CIIMAR – 14 APR 2021
    http://www2.ciimar.up.pt/pdfs/news/pm_2021_21_mining-impact_pt%5B1%5D_4uRGc_.pdf

    CUIDADO!!!
    10 February 2021
    New research outlines likely impacts of deep seabed mining on ecosystems and biodiversity, and risks of allowing industry to proceed.
    https://www.wwf.eu/?uNewsID=2111841

    Em 26/2/21 0 J.E.M. publicava:
    Um estudo sobre o efeito a longo prazo da mineração numa fossa abissal demonstrou que os ecossistemas permanecem afectados nesses locais mesmo décadas após a intervenção humana.
    http://www.jornaldaeconomiadomar.com/impacto-da-mineracao-em-mar-profundo-pode-prolongar-se-por-decadas/

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Próximos eventos

De momento não existem próximos eventos.

«Foi Portugal que deu ao Mar a dimensão que tem hoje.»
António E. Cançado
«Num sentimento de febre de ser para além doutro Oceano»
Fernando Pessoa
Da minha língua vê-se o mar. Da minha língua ouve-se o seu rumor, como da de outros se ouvirá o da floresta ou o silêncio do deserto.
Vergílio Ferreira
Só a alma sabe falar com o mar
Fiama Hasse Pais Brandão
Há mar e mar, há ir e voltar ... e é exactamente no voltar que está o génio.
Paráfrase a Alexandre O’Neill