Esta é uma conclusão de um estudo da Global Market Insights, Inc., que aponta na direcção do seu crescimento
International Underwriting Association
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

O mercado dos exaustores de gases de escape dos navios (scrubbers) deve ultrapassar os 6,8 mil milhões de euros em 2024, revela um estudo da Global Market Insights, Inc. citado pela Safety4Sea. De acordo com a publicação, este valor será induzido pelas novas regras sobre emissões de enxofre dos navios a partir de 2020, os efeitos das emissões sobre a saúde pública e uma subida do custo dos combustíveis marítimos mais limpos.

Segundo a publicação, os scrubbers são uma tecnologia eficaz para reduzir as emissões de enxofre, e são susceptíveis de remover as partículas poluentes (em 70%) e o dióxido de enxofre (em 90%). Todavia, o estudo reconhece que os elevados custos de instalação e a crescente adopção de combustíveis mais limpos, como o gás natural liquefeito (GNL) e o combustível com baixo teor de enxofre (low sulphur fuel oil, ou LSFO), constituem desafios para o mercado dos scrubbers.

O estudo revela que em 2024 o mercado dos Estados Unidos deverá ter mais de 300 unidades com scrubbers instalados. Este mercado tenderá a crescer, devido aos desenvolvimentos desta tecnologia, à necessidade de cumprir as novas regras internacionais sobre a emissão de enxofre pelos navios a partir de 2020 e a procura crescente de adaptação de navios a esse quadro regulatório restritivo.

Diz ainda a publicação que os mercados de scrubbers da Europa e da China também deverão crescer, devido às preocupações com as restrições à emissão de enxofre, no primeiro caso, e mais devido ao aumento da construção naval previsto (no caso chinês), ambos num contexto de fortes investimentos previstos para o sector marítimo.



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Próximos eventos

De momento não existem próximos eventos.

«Foi Portugal que deu ao Mar a dimensão que tem hoje.»
António E. Cançado
«Num sentimento de febre de ser para além doutro Oceano»
Fernando Pessoa
Da minha língua vê-se o mar. Da minha língua ouve-se o seu rumor, como da de outros se ouvirá o da floresta ou o silêncio do deserto.
Vergílio Ferreira
Só a alma sabe falar com o mar
Fiama Hasse Pais Brandão
Há mar e mar, há ir e voltar ... e é exactamente no voltar que está o génio.
Paráfrase a Alexandre O’Neill