A quebra no comércio marítimo entre a Ásia e a Australásia reflecte a diminuição no transporte marítimo de contentores naquela rota, que pode confirmar-se no final do ano se não ocorrerem mudanças drásticas, refere a Drewry
Drewry
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

O movimento de contentores da Ásia para a Australásia caiu 11% do 1º para o 2º trimestre deste ano, a maior queda trimestral dos últimos cinco anos, revela o World Maritime News com base em dados da consultora Drewry.

Esta abrandamento no tráfego marítimo de contentores afectou as exportações do Norte e Sudeste Asiático, refere o jornal, sublinhando que no primeiro semestre, o comércio no Norte Asiático para a Australásia caiu 3.5%, para as 773.000 TEU, e o do Sudeste Asiático para o mesmo destino a queda no movimento marítimo de contentores diminuiu 7.5%, para 345.000 TEU.

Segundo o jornal, esta quebra ao longo deste corredor marítimo verifica-se desde o início do ano, mas piorou nos últimos tempos, com expressão nos resultados de Maio e Junho. Uma tendência que se confirmará no final do ano, o que sucederá pela primeira vez em cinco anos, se não ocorrer uma reversão drástica, refere a Drewry, citada pelo jornal.

 



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Próximos eventos

De momento não existem próximos eventos.

«Foi Portugal que deu ao Mar a dimensão que tem hoje.»
António E. Cançado
«Num sentimento de febre de ser para além doutro Oceano»
Fernando Pessoa
Da minha língua vê-se o mar. Da minha língua ouve-se o seu rumor, como da de outros se ouvirá o da floresta ou o silêncio do deserto.
Vergílio Ferreira
Só a alma sabe falar com o mar
Fiama Hasse Pais Brandão
Há mar e mar, há ir e voltar ... e é exactamente no voltar que está o génio.
Paráfrase a Alexandre O’Neill