A Greenfest, organização dedicada à promoção da sustentabilidade, reconhecendo agora também a importância do mar não apenas para Portugal mas também para a sustentabilidade, é exactamente por aí que vai iniciar as celebrações do seu 10º aniversário.
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

De facto, as celebrações do 10º aniversário da Greenfest, a ter lugar no Centro de Congressos do Estoril entre amanhã, Quinta-feira, 28 de Setembro, e Domingo próximo, 1 de Outubro, após uma primeira manhã dedicada a «O Papel dos Cidadãos e Empresas na Execução dos Objectivos de Sustentabilidade»,  a tarde será inteiramente centrada sobre os assuntos do mar e a Economia Azul, na data em que se comemora também o Dia Mundial do Mar, de acordo com o seguinte programa:

 

Dia 28 de Setembro

14:30 Abertura da Conferência
Miguel Luz – C.M.Cascais
Sérgio Leandro – ESTM IPLeiria
Pedro Norton de Matos – GreenFest
Representante da Fundação Calouste Gulbenkian

14:45 / 16:00  O papel da Literacia na Conservação dos Oceanos
Mesa Redonda moderada por Sérgio Sérgio Leandro
Oradores: 
– Fausto Brito e Abreu, DGPM
– Maria Antonieta Costa, Zoo de Lisboa
– Filipe Castro, CIIMAR
– Henrique Cabral, MARE
– Catarina Grilo, Fundação Calouste Gulbenkian
– Filipe Porteiro, Direcção Regional dos Assuntos do Mar
– João Falcato, Oceanário de Lisboa
– Ana Noronha, Ciência Viva
– Paulo Mirpuri, Fundação Mirpuri



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Próximos eventos

De momento não existem próximos eventos.

«Foi Portugal que deu ao Mar a dimensão que tem hoje.»
António E. Cançado
«Num sentimento de febre de ser para além doutro Oceano»
Fernando Pessoa
Da minha língua vê-se o mar. Da minha língua ouve-se o seu rumor, como da de outros se ouvirá o da floresta ou o silêncio do deserto.
Vergílio Ferreira
Só a alma sabe falar com o mar
Fiama Hasse Pais Brandão
Há mar e mar, há ir e voltar ... e é exactamente no voltar que está o génio.
Paráfrase a Alexandre O’Neill