A meta das duas empresas para reduzir as emissões em 20% foi cumprida dois anos antes do previsto
Maersk
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Com vista a atingir as desejadas metas de redução de emissões de CO2, a DB Schenker e a Maersk uniram-se prevendo uma redução de 20% por contentor transportado entre 2014-2020. Essa meta foi atingida em 2018.

De momento, a Maersk pretende tornar os navios neutros em carbono comercialmente viáveis até 2030 e tem ideias para acelerar inovações e a adopção de novas tecnologias que auxiliarão no cumprimento das metas de sustentabilidade. Pela estratégia e programa de sustentabilidade da Maersk passam prioridades como a reciclagem de navios, o combate à perda de alimentos, a saúde, a segurança, a protecção do meio ambiente, os direitos humanos e de trabalhadores e o combate à corrupção.

“Já há 10 anos que estamos concentrados em melhorar a eficiência de combustível e reduzir a poluição, graças aos preços mais altos dos combustíveis e ao maior ênfase dado às questões de sustentabilidade de baixas emissões de carbono” referiu Mads Stensen, Conselheiro de Sustentabilidade da Maersk. Já a DB Schenker está a trabalhar de perto com empresas de transporte que desejam ser mais sustentáveis e, ao mesmo tempo, cumprir os novos regulamentos.



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Próximos eventos

De momento não existem próximos eventos.

«Foi Portugal que deu ao Mar a dimensão que tem hoje.»
António E. Cançado
«Num sentimento de febre de ser para além doutro Oceano»
Fernando Pessoa
Da minha língua vê-se o mar. Da minha língua ouve-se o seu rumor, como da de outros se ouvirá o da floresta ou o silêncio do deserto.
Vergílio Ferreira
Só a alma sabe falar com o mar
Fiama Hasse Pais Brandão
Há mar e mar, há ir e voltar ... e é exactamente no voltar que está o génio.
Paráfrase a Alexandre O’Neill