A seguradora Gard, reportando a 8 de Abril, dava conta dos portos que permaneciam abertos na Líbia, e que seriam seguros, sem prejuízo de recomendar cuidados especiais face à situação de conflito armado e ao contrabando de petróleo ao largo da costa do país
Norled
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Face à situação de conflito armado complexa que se vive na Líbia, a seguradora Gard, citada pelo Safety4Sea e com dados relativos a 8 de Abril, informou recentemente que nessa data permaneciam em funcionamento os portos líbios de Farwah, Bouri, Melittah, Zawia, Tripoli, Al Khoms, Misurata, Es Sider, Ras Lanuf, Marsa El Brega, Zuetina, Benghazi, Tobruk e Marsa El Hariga. Permaneciam encerrados os portos de Sirte e Derna.

Segundo a publicação, que cita a Gard, os portos abertos são considerados seguros para os navios e suas tripulações, porém, a volatilidade da situação aconselha que os operadores de transporte marítimo mantenham os tripulantes informados sobre os riscos possíveis ainda antes de entrarem em águas líbias. Para os petroleiros, existirá um risco específico associado ao contrabando de petróleo que se regista ao largo da costa ocidental do país.

Refere também a publicação que permanecem em vigor avisos anteriores que recomendam aos navios situados ou próximos da área militarizada a sul dos 34 graus de latitude norte que comuniquem a sua posição à Estação Costeira mais próxima para que recebam uma indicação da rota mais segura.



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Próximos eventos

De momento não existem próximos eventos.

«Foi Portugal que deu ao Mar a dimensão que tem hoje.»
António E. Cançado
«Num sentimento de febre de ser para além doutro Oceano»
Fernando Pessoa
Da minha língua vê-se o mar. Da minha língua ouve-se o seu rumor, como da de outros se ouvirá o da floresta ou o silêncio do deserto.
Vergílio Ferreira
Só a alma sabe falar com o mar
Fiama Hasse Pais Brandão
Há mar e mar, há ir e voltar ... e é exactamente no voltar que está o génio.
Paráfrase a Alexandre O’Neill