Lançado pelo centro de satélites de Jiuquan, na China, o Ulloriaq estará a ser testado em órbita até 2020
Australia
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Com o intuito de controlar as águas do Árctico, foi lançado em 2 de Fevereiro um satélite dinamarquês a partir do centro de lançamento de satélites de Jiuquan, na China. O satélite é um projecto do Ministério da Defesa da Dinamarca, da Universidade Técnica da Dinamarca (DTU) e da companhia Gomspace, sedeada na Dinamarca, refere o Green4Sea.

O satélite, denominado Ulloriaq, estará em órbita a 540 quilómetros de altitude até 2020, para testar a habilidade do satélite na obtenção de fotografias e captura de sinais de navios e aeronaves, entre outras tarefas. Só nesse ano é que a Forças Armadas Dinamarquesas poderão conferir a capacidade do satélite para contribuir para este projecto.

“A cooperação e o lançamento bem-sucedido do satélite são um perfeito exemplo de como – com desenvolvimento de soluções tecnológicas – podemos ajudar as Forças Armadas no desempenho de, por exemplo, tarefas civis públicas”, referiu o Director da DTU Space, Kristian Pedersen.

“A bordo, há uma antena para ouvir os sinais dos navios e outra para ouvir os das aeronaves, e uma câmara para tirar fotografias com tempo limpo, diariamente. Muito trabalho tem sido feito para coordenar as frequências com outros países que têm satélites em órbita, para tornar possível operar o satélite e receber dados na Dinamarca”, acrescentou Charlotte Wiin Havsteen, Responsável do Centro de Defesa para as Operações Oceanográficas.



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Próximos eventos

De momento não existem próximos eventos.

«Foi Portugal que deu ao Mar a dimensão que tem hoje.»
António E. Cançado
«Num sentimento de febre de ser para além doutro Oceano»
Fernando Pessoa
Da minha língua vê-se o mar. Da minha língua ouve-se o seu rumor, como da de outros se ouvirá o da floresta ou o silêncio do deserto.
Vergílio Ferreira
Só a alma sabe falar com o mar
Fiama Hasse Pais Brandão
Há mar e mar, há ir e voltar ... e é exactamente no voltar que está o génio.
Paráfrase a Alexandre O’Neill