Após a derrota de Frederico Morais na 11ª e última etapa do CT da WSL, é certo que o surfista português abandonou a elite do surf mundial para 2019.
Burton Automotive Pro and Holmes Civil Projects Pro
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Depois de perder para o sul-africano Jordy Smith na primeira ronda, Frederico Morais fez uma segunda ronda também pouco positiva, acabando por ser eliminado na 2.ª ronda do Pipe Masters, a 11.ª e última etapa do Championship Tour da World Surf League (CT da WSL), disputada na mítica onda de Pipeline, no Havai.

 

No entanto, o surfista português ainda poderia ter oportunidade de participar no mundial em 2019, dependendo do resultado de outros surfistas, como era o caso do adversário francês Joan Duru, que, se ultrapassasse a 3ª ronda expulsaria o português do “top 22”. O que aconteceu, fazendo com que Michael Rodrigues fosse eliminado da prova e descesse para o lugar 22, e consequentemente o português descesse para a posição 23 do ranking, fora da elite mundial para 2019.
Filipe Toledo foi surpreendido por Kelly Slater, 11 vezes campeão mundial e 9 vezes vencedor em Pipeline (7 no WCT e 2 no QS Volcom Pipe Pro), sendo assim afastado da corrida ao título. Duru, junto a Parko, Kelly e Ryan Callinan, conseguiu uma das ondas mais pontuadas do dia – 8.93 pontos, tendo sido a mais alta, a esquerda de Callinan (9.17 pontos).

 

Já Gabriel Medina dá importantes passos rumo ao título ao vencer Seth Moniz na 3ª ronda, assim como Julian Wilson venceu Miguel Pupo e continua em competição. Pelo que, por agora, se Gabriel Medina terminar em primeiro ou segundo é campeão mundial; se Gabriel Medina terminar em 3.º lugar, Julian Wilson precisa de terminar em 1.º para ser campeão; se Gabriel Medina terminar em 5.º lugar, Julian Wilson precisa fazer a final em Pipe para se sagrar campeão mundial.

Entretanto, o australiano Wade Carmichael termina a época como Rookie of the Year (Estreante do ano).

 

2ª Ronda:

Heat 1: Filipe Toledo 12.70 / Benji Brand 11.76

Heat 2: Seth Moniz 12.77 / Owen Wright 10.00

Heat 3: Wade Carmichael 2.93 / Caio Ibelli 1.36

Heat 4: Kanoa Igarashi 5.16 / Keanu Asing 4.06

Heat 5: Miguel Pupo 10.06 / Kolohe Andino 5.00

Heat 6: Kelly Slater 8.00 / Willian Cardoso 1.63

Heat 7: Ryan Callinan 16.84 / Adrian Buchan 6.10

Heat 8: Jeremy Flores 5.56 / Ian Gouveia 1.90

Heat 9: Jesse Mendes 5.40 / Ezekiel Lau 3.93

Heat 10: Sebastian Zietz 4.27 / Patrick Gudauskas 3.83

Heat 11: Connor O’Leary 6.17 / Frederico Morais 2.47

Heat 12: Joan Duru 16.60 / Tomas Hermes 1.26

 

3ª Ronda:

Heat 1: Ryan Callinan 8.77 / Ítalo Ferreira 2.43

Heat 2: Jordy Smith 10.16 / Michael February 2.56

Heat 3: Conner Coffin 13.00 / Matt Wilkinson 6.40

Heat 4: Michel Bourez 11.70 / Connor O’Leary 7.36

Heat 5: Sebastian Zietz 8.00 / Griffin Colapinto 5.24

Heat 6: Gabriel Medina 14.30 / Seth Moniz 11.83

Heat 7: Yago Dora 5.27 / Jeremy Flores 2.64

Heat 8: Julian Wilson 8.43 / Miguel Pupo 7.00

Heat 9: Joel Parkinson 13.20 / Kanoa Igarashi 1.10

Heat 10: Jesse Mendes 7.17 / Wade Carmichael 2.84

Heat 11: Joan Duru 8.20 / Michael Rodrigues 4.86

Heat 12: Kelly Slater 15.60 / Filipe Toledo 6.77

 

4ª Ronda:

Heat 1: Ryan Callinan, Jordy Smith, Conner Coffin

Heat 2: Michel Bourez, Sebastian Zietz, Gabriel Medina 

Heat 3: Yago Dora, Julian Wilson, Joel Parkinson

Heat 4: Jesse Mendes, Joan Duru, Kelly Slater  

 



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Próximos eventos

De momento não existem próximos eventos.

«Foi Portugal que deu ao Mar a dimensão que tem hoje.»
António E. Cançado
«Num sentimento de febre de ser para além doutro Oceano»
Fernando Pessoa
Da minha língua vê-se o mar. Da minha língua ouve-se o seu rumor, como da de outros se ouvirá o da floresta ou o silêncio do deserto.
Vergílio Ferreira
Só a alma sabe falar com o mar
Fiama Hasse Pais Brandão
Há mar e mar, há ir e voltar ... e é exactamente no voltar que está o génio.
Paráfrase a Alexandre O’Neill