O Pacific Vision é o primeiro navio de minério de ferro inteligente, distinguido pela DNV GL por ser uma embarcação equipada com sistemas inteligentes de suporte à navegação.
iVLOC
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Foi entregue o primeiro grande navio inteligente de transporte de minério de ferro do mundo, um iVLOC (intelligent very large ore carrier). O Pacific Vision, com 362 metros, é o primeiro a ser distinguido pela DNV GL (sociedade classificadora com sede na Noruega), por ser uma embarcação inteligente, equipada com uma plataforma de integração, um sistema inteligente de suporte à navegação, um sistema de gestão e optimização da eficiência energética, bem como um sistema de operação e manutenção inteligente.

Para tal, a DNV GL acompanhou o processo de construção do navio no estaleiro de Waigaoqiao, de Xangai, na China, desde o início (Dezembro de 2015), cooperando também com o Shangai Merchant Ship Design and Research Institute(SDARI), verificando não só o local como a implementação do design, e a certificação dos sistemas.

A embarcação foi entregue à China Merchants Energy Shipping Company, operará entre o Brasil e a Ásia (nomeadamente na China, Japão, Omã e Malásia) e poderá também fazer escala em Roterdão (Holanda) e Itália.

“Com a classificação de navio inteligente, queremos dar aos passageiros uma plataforma que apresente claramente as novas tecnologias utilizadas para melhorar o desempenho, aumente a segurança e minimize o impacto ambiental. Para além de que esta classificação servirá de exemplo aos nossos clientes que estão a desenvolver navios inteligentes, podendo verificar-se quão eficientes são os padrões para o futuro do transporte marítimo”, explicou o Director regional da DNV GL, Norbert Kray.



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Próximos eventos

  1. Seminário WavEC 2018

    4 Dezembro, 2018 - 5 Janeiro, 2019
«Foi Portugal que deu ao Mar a dimensão que tem hoje.»
António E. Cançado
«Num sentimento de febre de ser para além doutro Oceano»
Fernando Pessoa
Da minha língua vê-se o mar. Da minha língua ouve-se o seu rumor, como da de outros se ouvirá o da floresta ou o silêncio do deserto.
Vergílio Ferreira
Só a alma sabe falar com o mar
Fiama Hasse Pais Brandão
Há mar e mar, há ir e voltar ... e é exactamente no voltar que está o génio.
Paráfrase a Alexandre O’Neill