Sanções dos Estados Unidos ao Irão dificultam processo
IRISL
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

A empresa de navegação iraniana Islamic Republic of Iran Shipping Line (IRISL) está a tentar entrar na Bolsa de Londres (London Stock Exchange, ou LSE), refere o World Maritime News com base em dados recolhidos pela Reuters. De acordo com o jornal, a empresa já terá mesmo desenvolvido negociações para uma possível oferta pública de venda (OPV), ou seja, para colocação das suas acções à venda no mercado de capitais.

A concretizar-se esta operação, seria a primeira vez que uma empresa iraniana seria cotada na LSE desde a Revolução Islâmica de 1979, recorda a Reuters. E não constituiria estranheza, dado que em Janeiro de 2016, na sequência do levantamento de sanções internacionais impostas ao Irão, o país procurou modernizar a sua marinha mercante, realizou contratos de encomenda de navios e retomou relações de comércio marítimo com importantes parceiros ocidentais.

Todavia, o processo atravessa obstáculos. A decisão da actual Administração norte-americana de impôr sanções a cidadãos e empresas do Irão após o lançamento de um míssil balístico iraniano no final de Janeiro parece estar a afastar potenciais interessados em negociar com a IRISL. De acordo com declarações de dois advogados da firma Reed Smith ao World Maritime News, “a mera existência de sanções globais norte-americanas tem um efeito dissuasor dos negócios”.

Segundo os dois advogados,“todos os grandes operadores do sector marítimo estão em cientes das implicações de violarem as sanções norte-americanas e fazem todos os possíveis para o evitar, mesmo que isso lhes custe negócios”.



Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Próximos eventos

  1. Exposição: Convento das Trinas – Anos 40-Hoje

    Abril 18 @ 10:00 - Maio 5 @ 17:00
  2. Workshop – Profissões de Mar no Feminino

    Abril 27 @ 14:00 - 18:00
«Foi Portugal que deu ao Mar a dimensão que tem hoje.»
António E. Cançado
«Num sentimento de febre de ser para além doutro Oceano»
Fernando Pessoa
Da minha língua vê-se o mar. Da minha língua ouve-se o seu rumor, como da de outros se ouvirá o da floresta ou o silêncio do deserto.
Vergílio Ferreira
Só a alma sabe falar com o mar
Fiama Hasse Pais Brandão
Há mar e mar, há ir e voltar ... e é exactamente no voltar que está o génio.
Paráfrase a Alexandre O’Neill