Para o ministro dos Negócios Estrangeiros do Irão, uma cooperação maior entre os dois portos reforça a colaboração islâmica na região e contribui para o desenvolvimento económico do Paquistão, Afeganistão e Irão
Porto de Chabahar
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

O ministro dos Negócios Estrangeiros do Irão, Mohammad Javad Zarif, considerou de grande importância a colaboração com países islâmicos da região para justificar o interesse de Teerão em aproximar os portos de Chabahar, no seu país, e do de Gwadar, no Paquistão, refere a Safety4Sea. Segundo a publicação, o Irão prepara-se para propôr uma cooperação entre os dois portos, à qual o ministro iraniano atribui grande importância.

Na opinião de Mohammad Javad Zarif, citada pela mesma publicação, os dois portos são complementares e beneficiarão da ligação ferroviária do porto iraniano ao seu Corredor Norte, através do Turquemenistão e Cazaquistão, bem como através do Azerbaijão, Rússia e Turquia. Outra vantagem do porto de Chabahar é a sua zona franca, que pode contribuir para o desenvolvimento comercial da zona entre o Irão, o Paquistão e o Afeganistão.



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Próximos eventos

De momento não existem próximos eventos.

«Foi Portugal que deu ao Mar a dimensão que tem hoje.»
António E. Cançado
«Num sentimento de febre de ser para além doutro Oceano»
Fernando Pessoa
Da minha língua vê-se o mar. Da minha língua ouve-se o seu rumor, como da de outros se ouvirá o da floresta ou o silêncio do deserto.
Vergílio Ferreira
Só a alma sabe falar com o mar
Fiama Hasse Pais Brandão
Há mar e mar, há ir e voltar ... e é exactamente no voltar que está o génio.
Paráfrase a Alexandre O’Neill