O projecto da Autoridade Portuária Marítima de Singapura (MPA) e da sociedade classificadora DNV GL pretende lançar uma lista de peças frequentemente solicitadas que são viáveis para impressão 3D.
Centre for Economics and Business Research
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Um programa sectorial conjunto entre a Autoridade Portuária Marítima de Singapura (MPA) e a sociedade classificadora DNV GL foi ontem anunciado. Trata-se de um programa conjunto que consistirá no exame de peças produzidas pelas impressoras de 3D, que poderá ajudar a indústria a cortar custos e interrupções.

O programa, que funciona com dez empresas associadas da Singapore Shipping Association (SSA), tem como objectivo lançar uma lista de peças comumente solicitadas que são viáveis para impressão 3D com ou sem certificação.

A impressão a 3D, que tem tido pouca aceitação da parte da indústria marítima, segundo Steen Brodsgaard Lund, presidente do Comité Técnico da SSA, pode “não só a reduzir os custos de produção de peças sobressalentes para embarcações, mas também a reinventar radicalmente a produção e a logística, incluindo o uso de materiais completamente novos e mais adequados”.



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Próximos eventos

De momento não existem próximos eventos.

«Foi Portugal que deu ao Mar a dimensão que tem hoje.»
António E. Cançado
«Num sentimento de febre de ser para além doutro Oceano»
Fernando Pessoa
Da minha língua vê-se o mar. Da minha língua ouve-se o seu rumor, como da de outros se ouvirá o da floresta ou o silêncio do deserto.
Vergílio Ferreira
Só a alma sabe falar com o mar
Fiama Hasse Pais Brandão
Há mar e mar, há ir e voltar ... e é exactamente no voltar que está o génio.
Paráfrase a Alexandre O’Neill