A IMO realizou uma sessão de orientação sobre navegação nas áreas do Árctico e da Antárctida
IMO
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Está a decorrer, até amanhã, a última sessão do projecto de orientação sobre equipamentos de navegação e comunicação da Organização Marítima Internacional (IMO) dirigida a navios que circulam nas áreas do Árctico e da Antárctida, no Sub-comité de Navegação, Comunicações e Busca e Salvamento, presidida por Ringo Lakeman, da Holanda.

 

A orientação, com base no Código Polar, que entrou em vigor em 2017, tem como principal objectivo ajudar a manter uma navegação segura nas áreas onde as temperaturas são extremas. Pelo que a orientação inclui recomendações sobre as temperaturas e testes de choque mecânico, bem como acompanhamento no tratamento da acumulação de gelo e no desempenho das baterias em temperaturas frias.

 

Durante os 10 dias, tratou-se igualmente da navegação electrónica, também conhecida por e-navigation, implementada pela IMO, de forma a harmonizar a estratégia de utilização por parte dos marítimos, de temas de salvamento cuja abordagem será realizada com recurso à Organização Internacional de Aviação Civil (ICAO, sigla em inglês), da revisão de medidas novas e de propostas das rotas de navios.

 

Depois desta sessão, o sub-comité irá continuar, no entanto, a trabalhar nos sistemas de segurança, nomeadamente na modernização do Global Maritime Distress and Safety system (GMDSS), adoptado em 1988 para assegurar integração completa do rádio marítimo e das comunicações via satélite, de modo a que os alertas de socorro possam ser realizados de qualquer parte do oceano.

 



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Próximos eventos

De momento não existem próximos eventos.

«Foi Portugal que deu ao Mar a dimensão que tem hoje.»
António E. Cançado
«Num sentimento de febre de ser para além doutro Oceano»
Fernando Pessoa
Da minha língua vê-se o mar. Da minha língua ouve-se o seu rumor, como da de outros se ouvirá o da floresta ou o silêncio do deserto.
Vergílio Ferreira
Só a alma sabe falar com o mar
Fiama Hasse Pais Brandão
Há mar e mar, há ir e voltar ... e é exactamente no voltar que está o génio.
Paráfrase a Alexandre O’Neill