Os Estados Unidos e a Rússia propuseram formalizar seis rotas paralelas no Estreito de Bering para tornar a navegação marítima mais segura na região. A IMO acaba de dar luz verde a essas rotas
Estreito de Bering
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

A Organização Marítima Internacional (IMO, no acrónimo em inglês) aprovou a proposta da Rússia e dos Estados Unidos para regular o transporte marítimo no Estreito de Bering, revela o World Maritime News com base em declarações do ministro dos Transportes russo. A medida é considerada a primeira internacionalmente reconhecida para navegação em águas polares aprovada pela IMO (conforme definido pela Convenção SOLAS 74/78) e deverá entrar em vigor a partir de 1 de Dezembro.

Segundo tem sido referido na imprensa internacional, a medida contempla seis rotas de dois sentidos no Estreito de Bering com uma largura de 4 milhas náuticas e seis áreas precaucionarias. Prevê ainda a aproximação às rotas, que serão paralelas, a partir da Rússia e dos Estados Unidos. A sua utilização é voluntária mas recomendada para evitar recifes, ilhas e bancos de areia exteriores ao seu perímetro, podendo contribuir para evitar colisões e perturbações ambientais.

Além disso, as rotas são destinadas a navios de 400 ou mais toneladas brutas e têm profundidade para serem atravessadas por navios de grande porte.



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Próximos eventos

  1. Seminário WavEC 2018

    4 Dezembro, 2018 - 5 Janeiro, 2019
«Foi Portugal que deu ao Mar a dimensão que tem hoje.»
António E. Cançado
«Num sentimento de febre de ser para além doutro Oceano»
Fernando Pessoa
Da minha língua vê-se o mar. Da minha língua ouve-se o seu rumor, como da de outros se ouvirá o da floresta ou o silêncio do deserto.
Vergílio Ferreira
Só a alma sabe falar com o mar
Fiama Hasse Pais Brandão
Há mar e mar, há ir e voltar ... e é exactamente no voltar que está o génio.
Paráfrase a Alexandre O’Neill