A empresa norueguesa de cruzeiros assinou um contrato de sete anos e meio com a Biokraft para fornecimento de biogás liquefeito produzido a partir de restos de peixe e outros resíduos orgânicos
ZEEDS
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

A Hurtigruten assinou um contrato com a Biokraft para fornecimento dos seus navios com biogás liquefeito (LBG, em inglês) produzido a partir de restos de peixes mortos e outros resíduos orgânicos, referem vários meios de comunicação internacionais. O acordo é para sete anos e meio e pode ser o maior do seu género envolvendo um operador de transporte marítimo, como a Hutrigruten, uma empresa norueguesa de cruzeiros expedicionários.

Segundo noticiado, o acordo contempla o fornecimento quase diário deste tipo de combustível aos navios da Hurtigruten (a primeira empresa de cruzeiros do mundo a ter navios alimentados com LBG sem matéria fóssil, segundo o World Maritime News) pela Biokraft, empresa produtora de combustível e também norueguesa. Como a Noruega e a Europa do Norte, em geral, têm vastos sectores pesqueiros e florestais, isso representa uma boa oportunidade para explorar esta solução de produção de energia renovável para o transporte marítimo, reconhecem ambas as partes.

A imprensa refere que a Hurtigruten pretende substituir a sua frota de navios convencionais por navios alimentados por motores a gás e grandes baterias, fazendo-o pelo menos em seis navios até 2021. O LBG pode ser misturado e usado nos mesmos motores do gás natural liquefeito (GNL), beneficiando das infra-estruturas já existentes, refere a imprensa.



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Próximos eventos

De momento não existem próximos eventos.

«Foi Portugal que deu ao Mar a dimensão que tem hoje.»
António E. Cançado
«Num sentimento de febre de ser para além doutro Oceano»
Fernando Pessoa
Da minha língua vê-se o mar. Da minha língua ouve-se o seu rumor, como da de outros se ouvirá o da floresta ou o silêncio do deserto.
Vergílio Ferreira
Só a alma sabe falar com o mar
Fiama Hasse Pais Brandão
Há mar e mar, há ir e voltar ... e é exactamente no voltar que está o génio.
Paráfrase a Alexandre O’Neill

Últimas Notícias

Receber Sumário Diário