Estudo da WWF comprova que há 1,25 milhões de fragmentos de plástico por quilómetro quadrado de Mar Mediterrâneo. Sendo que os plásticos representam 95% do lixo marinho desse mar.
Our Ocean
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

A concentração de microplásticos no Mediterrâneo atingiu um nível desmedido – há 1,25 milhões de fragmentos por quilómetro quadrado. O que representa uma ameaça à saúde humana, dado que pedaços de plástico de menos de 5 milímetros são encontrados no estômago dos animais marinhos, segundo um estudo da organização ambientalista World Wide Fund (WWF).

O Mediterrâneo tem sido o mar «mestre dos plásticos», uma vez que concentra mais lixo marinho do que qualquer outro mar, sendo que 95% do lixo que nele flutua é plástico. Segundo o estudo, o plástico vem especialmente da Turquia e de Espanha, seguido de Itália e França.

O grande problema é que os plásticos se tornaram parte da vida diária. E, só na Europa, dos 27 milhões de toneladas de plástico, apenas um terço é reciclado. As garrafas de água e os sacos de plástico, maiores culpados, já fizeram com que, até aos dias de hoje, metade da população das tartarugas ingerisse plástico e 90% das aves marinhas contenha microplásticos no seu estômago.



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Próximos eventos

  1. Seminário WavEC 2018

    4 Dezembro, 2018 - 5 Janeiro, 2019
«Foi Portugal que deu ao Mar a dimensão que tem hoje.»
António E. Cançado
«Num sentimento de febre de ser para além doutro Oceano»
Fernando Pessoa
Da minha língua vê-se o mar. Da minha língua ouve-se o seu rumor, como da de outros se ouvirá o da floresta ou o silêncio do deserto.
Vergílio Ferreira
Só a alma sabe falar com o mar
Fiama Hasse Pais Brandão
Há mar e mar, há ir e voltar ... e é exactamente no voltar que está o génio.
Paráfrase a Alexandre O’Neill