Pedro Siza Vieira anunciou uma linha de apoio financeiro de 50 milhões de euros para apoio às empresas, entre outras medidas
Ana Paula Vitorino
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

O Governo decidiu aprovar medidas para facilitar a adaptação das empresas portuguesas a um cenário de pós-Brexit sem acordo, em que o Reino Unido passará a ser considerado «país terceiro» relativamente a União Europeia (UE), conforme anunciou ontem Pedro Siza Vieira, ministro Adjunto e da Economia, depois de uma reunião do Conselho de Internacionalização da Economia com representantes das associações empresariais portuguesas.

Segundo anunciou o ministro, o Governo vai aprovar na próxima Quinta-feira uma linha de financiamento às empresas “no montante inicial de 50 milhões de euros”, para que se adaptem internamente às alterações decorrentes do Brexit e diversifiquem os seus mercados de exportação. Para o Executivo, tais alterações implicarão custos acrescidos e dificuldades, designadamente motivados pelo regresso da sujeição do tráfego de mercadorias entre o Reino Unido e os Estados membros da UE a controlos alfandegários e aduaneiros há muito extintos.

Pelos mesmos motivos, o Governo também vai aprovar incentivos de análise dos impactos do Brexit na actividade exportadora de cada empresa, continuar a promover acções de divulgação das formalidades que possam ser aplicáveis às relações comerciais entre o Reino Unido e as empresas portuguesas (com a AICEP e a CIP) e capacitar os centros locais de atendimento do IAPMEI para prestar assistência às empresas.

Considerando que o Reino Unido é o principal mercado turístico de Portugal, Pedro Siza Vieira referiu também que o Governo vai procurar manter o fluxo turístico entre os dois países, recorrendo a campanhas promocionais da imagem do nosso país junto dos turistas britânicos e facilitando o controlo de passaportes aos cidadãos britânicos em Portugal, principalmente nos aeroportos de Funchal e Faro.

 



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

«Foi Portugal que deu ao Mar a dimensão que tem hoje.»
António E. Cançado
«Num sentimento de febre de ser para além doutro Oceano»
Fernando Pessoa
Da minha língua vê-se o mar. Da minha língua ouve-se o seu rumor, como da de outros se ouvirá o da floresta ou o silêncio do deserto.
Vergílio Ferreira
Só a alma sabe falar com o mar
Fiama Hasse Pais Brandão
Há mar e mar, há ir e voltar ... e é exactamente no voltar que está o génio.
Paráfrase a Alexandre O’Neill