Agora também a “porta da Ásia”, a Baía de Tóquio, terá um navio de bunkering de GNL.
Centro de Inovação de Robótica Marinha do Centro Nacional de Oceanografia
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Na sequência da ambição do Japão, principal importador mundial de gás natural liquefeito (GNL), de se tornar numa plataforma importante para o abastecimento de navios a GNL, o Governo japonês concedeu um subsídio para um projecto destinado a apoiar o bunkering deste produto no país.

O projecto foi desenvolvido por três empresas Japonesas – Uyeno Transtech, Sumitomo Corporation e Yokohama-Kawasaki International Port Corporation (YKIP), – que formaram uma parceria para a aquisição do navio de abastecimento de GNL que ficará na Baía de Tóquio, porta de entrada para a Ásia, de onde levará a cabo as operações, que se projectam para 2020, sob o modelo ship-to-ship.

“Com o intuito de promover energia marinha mais limpa para o futuro, com pouca previsão da procura local, a YKIP acredita que este desafio requer alianças e auxílio do governo”, referiu a empresa.



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Próximos eventos

De momento não existem próximos eventos.

«Foi Portugal que deu ao Mar a dimensão que tem hoje.»
António E. Cançado
«Num sentimento de febre de ser para além doutro Oceano»
Fernando Pessoa
Da minha língua vê-se o mar. Da minha língua ouve-se o seu rumor, como da de outros se ouvirá o da floresta ou o silêncio do deserto.
Vergílio Ferreira
Só a alma sabe falar com o mar
Fiama Hasse Pais Brandão
Há mar e mar, há ir e voltar ... e é exactamente no voltar que está o génio.
Paráfrase a Alexandre O’Neill