Um valor admitido pela ministra do Mar durante uma audição parlamentar na Comissão de Agricultura e Mar
Aquicultura

Até 2018, o Governo aprovou 80,3 milhões de euros em investimentos na aquicultura, admitiu a ministra do Mar na última semana, durante uma audição na Comissão de Agricultura e Mar da Assembleia da República requerida pelo PCP. Segundo Ana Paula Vitorino, “estão aprovados e em execução 51,9 milhões de euros em investimentos produtivos, 24,5 milhões de euros em inovação e 3,9 milhões de euros em aconselhamento/consultoria ao aumento da capacidade produtiva em aquicultura”.

De acordo com a ministra, foram aprovados 44 projectos destinados a aumentar a produção da aquicultura em 7 mil toneladas e os resultados obtidos ate ao momento registam aumentos de produção de 18% em volume e 39% em valor em 2016 face a 2015. Face a tais resultados, “estamos confiantes que iremos atingir o objectivo definido no Plano Estratégico da Aquicultura de atingir as 20 mil toneladas de produção em 2020”, referiu a ministra.

Na mesma audição, Ana Paula Vitorino referiu também que o Governo já liquidou 119,6 milhões de euros dos 310,6 assumidos pelo programa Mar 2020 e destacou o contributo deste programa “para inovação e transferência de conhecimento, de que são beneficiárias as universidades, centros universitários e o IPMA, cujos projectos ascendem a 32,6 milhões de euros de apoio público, cerca de 10% do total do programa”.

 



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Próximos eventos

De momento não existem próximos eventos.

«Foi Portugal que deu ao Mar a dimensão que tem hoje.»
António E. Cançado
«Num sentimento de febre de ser para além doutro Oceano»
Fernando Pessoa
Da minha língua vê-se o mar. Da minha língua ouve-se o seu rumor, como da de outros se ouvirá o da floresta ou o silêncio do deserto.
Vergílio Ferreira
Só a alma sabe falar com o mar
Fiama Hasse Pais Brandão
Há mar e mar, há ir e voltar ... e é exactamente no voltar que está o génio.
Paráfrase a Alexandre O’Neill