Celebrações serão entre 2019 e 2022 e estará a cargo da Estrutura de Missão criada para o efeito
Fundo Azul
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

No passado dia 20 de Setembro, no âmbito da conferência Oceans Meeting, foi apresentado um “plano de iniciativas que visa celebrar o V Centenário da Circum-Navegação do navegador português Fernão de Magalhães”, informou o Ministério do Mar.

De acordo com o Governo, foi criada uma Estrutura de Missão na dependência do Ministério do Mar para “conduzir as celebrações durante os próximos quatro anos”. Recorde-se que o anúncio do plano foi feito precisamente no dia em que se celebravam 499 anos da partida da expedição, naquela que foi a primeira “iniciativa oficial da Estrutura de Missão”.

O Governo recordou que “as celebrações acontecerão entre 2019 e 2022, com iniciativas estruturadas de forma participada e aberta, com o envolvimento de entidades públicas e privadas dos vários sectores da sociedade” e espera “que tenham um alcance global, em particular nos países da Rota de Magalhães, potenciando contactos entre países, bilaterais ou multilaterais, e redes existentes sobre o tema”.

Esclareceu ainda o Ministério do Mar que “até ao momento estão já estruturados mais de 70 projectos e acções da responsabilidade de diferentes Ministérios, instituições e sociedade civil, num programa aberto ao longo dos próximos quatro anos”.

A viagem que Fernão de Magalhães começou há quase cinco séculos com mais de 250 homens provou a ligação entre os oceanos Atlântico e Pacífico, marcando para sempre o conhecimento que então se tinha sobre o nosso planeta.

 



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Próximos eventos

  1. Seminário WavEC 2018

    4 Dezembro, 2018 - 5 Janeiro, 2019
«Foi Portugal que deu ao Mar a dimensão que tem hoje.»
António E. Cançado
«Num sentimento de febre de ser para além doutro Oceano»
Fernando Pessoa
Da minha língua vê-se o mar. Da minha língua ouve-se o seu rumor, como da de outros se ouvirá o da floresta ou o silêncio do deserto.
Vergílio Ferreira
Só a alma sabe falar com o mar
Fiama Hasse Pais Brandão
Há mar e mar, há ir e voltar ... e é exactamente no voltar que está o génio.
Paráfrase a Alexandre O’Neill