No seguimento dos casos de escravatura denunciados e existentes, principalmente, entre marítimos não-europeus, o Governo irlandês instituiu um regime especial de autorização de trabalho para pescadores migrantes.
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

O Governo irlandês anunciou esta semana o compromisso de introduzir novas medidas para proteger os trabalhadores migrantes envolvidos na indústria pesqueira do país, avançou a Federação Internacional dos Trabalhadores dos Transportes (ITF, em inglês), que já tinha demonstrado a sua preocupação com a exploração de trabalhadores, principalmente africanos e asiáticos.

Aquele que se denomina agora de regime especial de autorização de trabalho para os pescadores migrantes surgiu com a intenção de diminuir o tráfico e a escravatura deste tipo de trabalhadores, especialmente não-europeus. Neste sentido, um trabalhador poderá livremente mudar de embarcação sem temer ser expulso, sempre que denote algo errado, sendo igualmente impostas medidas para fortalecer os regulamentos sobre salários, horas e condições nos navios de pesca, prestar informação aos pescadores migrantes sobre seus direitos e apoiar nos litígios com os empregadores que violarem quanto estipulado no novo regime.   Note-se que, só o em 2018, a polícia irlandesa identificou 26 vítimas suspeitas da escravatura na frota pesqueira e, em Fevereiro deste ano, as Nações Unidas emitiram uma repreensão à Irlanda pela violação do Sistema Internacional de Trabalho para o Sector Marítimo.



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Próximos eventos

De momento não existem próximos eventos.

«Foi Portugal que deu ao Mar a dimensão que tem hoje.»
António E. Cançado
«Num sentimento de febre de ser para além doutro Oceano»
Fernando Pessoa
Da minha língua vê-se o mar. Da minha língua ouve-se o seu rumor, como da de outros se ouvirá o da floresta ou o silêncio do deserto.
Vergílio Ferreira
Só a alma sabe falar com o mar
Fiama Hasse Pais Brandão
Há mar e mar, há ir e voltar ... e é exactamente no voltar que está o génio.
Paráfrase a Alexandre O’Neill