Por 250 milhões de euros, o fundo norte-americano entra na holding de cruzeiros do empresário Mário Ferreira e inicia uma parceria estratégica, que poderá levar a Mystic Invest à Bolsa de Nova Iorque dentro de cinco anos
Mystic Invest
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

O fundo norte-americano Certares adquiriu 40% da holding Mystic Invest por 250 milhões de euros, admitiu o empresário Mário Ferreira à EXAME, que divulga a notícia na sua edição de Junho. O negócio só abrangeu a componente marítima das empresas de Mário Ferreira, deixando de fora a restante actividade do empresário no imobiliário e na hotelaria, nos helicópteros e no museu World of Discoveries.

De acordo com declarações do empresário à publicação, citadas em diversos meios de comunicação social, desses 250 milhões de euros,175 milhões irão reforçar os capitais e a expansão da holding, permitindo alargar a sua actividade a outros continentes, e os restantes 75 milhões serão absorvidos pela empresa-mãe, a Mystic Invest SGPS, que continuará detida por Mário Ferreira e a sua mulher. Segundo o Expresso, o fundo estará representado “por três administradores nas empresas de Mário Ferreira, mas sem funções executivas”.

Segundo conta o empresário à publicação, a operação “foi feita em tempo recorde”, tendo decorrido apenas quatro meses desde que se conheceram até à conclusão do negócio. Assinado no início de Maio, refere o Expresso, o negócio permitiu que a Mystic Invest antecipasse, no dia 13 desse mês, um pagamento obrigacionista de 50 milhões de euros sujeito a uma taxa de 3,6%.

Na sequência do negócio, a Mystic Invest fica avaliada em 625 milhões de euros, refere o Jornal de Notícias. Embora tenham por objectivo uma parceria estratégica, o fundo Certares e a Mystic Invest farão uma avaliação à sua cooperação dentro de cinco a sete anos. No caso do fundo querer vender a sua participação ou realizar uma oferta pública de venda, a holding terá direito de preferência.

Refere o Expresso que se tudo correr como previsto, em 2022, a Mystic Invest poderá alcançar uma facturação de 500 milhões de euros (130 milhões do mercado americano) e um resultado operacional de 150 milhões de euros, altura em que os cruzeiros do Douro contribuirão com 78 milhões de euros. “Daqui a quatro ou cinco anos, a Mystic Invest pode valer em bolsa mais de mil milhões”, referiu à EXAME Mário Ferreira, que parece não afastar a possibilidade da holding vir a ser cotada na Bolsa de Nova Iorque dentro de cinco anos.

O Expresso lembra que o Certares é o “maior distribuidor de viagens nos Estados Unidos e detém empresas que movimentam 90 mil milhões de euros por ano”. Trata-se de um fundo especializado “em turismo e hospitalidade, que domina a distribuição de viagens de cruzeiro nos Estados Unidos e que está entre os maiores no mundo, com 17 marcas, entre as quais a American Express Travel, a Travel Leaders, Bonne Hotel ou Cruise Specialists”, referiu o empresário. Em 2018, o fundo terá realizado “vendas superiores a 60 mil milhões de dólares” e, “só em cruzeiros, vendeu 3 mil milhões de dólares”, segundo o empresário, citado pelo Expresso.



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Próximos eventos

De momento não existem próximos eventos.

«Foi Portugal que deu ao Mar a dimensão que tem hoje.»
António E. Cançado
«Num sentimento de febre de ser para além doutro Oceano»
Fernando Pessoa
Da minha língua vê-se o mar. Da minha língua ouve-se o seu rumor, como da de outros se ouvirá o da floresta ou o silêncio do deserto.
Vergílio Ferreira
Só a alma sabe falar com o mar
Fiama Hasse Pais Brandão
Há mar e mar, há ir e voltar ... e é exactamente no voltar que está o génio.
Paráfrase a Alexandre O’Neill