Apoios concedidos a cinco projectos a uma taxa média de comparticipação de 80,6%
Pedro Santana Lopes

O Fundo Azul aprovou quase 1,9 milhões de euros de apoio a cinco projectos na tipologia de desenvolvimento da economia do mar, correspondentes a uma taxa de comparticipação média de 80,6% do investimento total, informou ontem o Ministério do Mar, acrescentando que os pagamentos serão efectuados até ao final deste ano.

De acordo com o Governo, os cinco projectos são:

Ground Zero, que tem a Bluegrowth como promotor : “orquestração de diferentes subsistemas com capacidade de actuar directamente nos processos de produção”, com os quais de pretende “obter uma solução que englobe toda a holística da qualidade de água nos segmentos de negócio da Bioeconomia Azul, desde a recolha de informação, passando pela capacidade de análise, correlação de dados e consequente tomada de decisão e automação”;

Digitalização na aquicultura para a otimização da produção de espécies nativas de bivalves, que tem como promotor a Oceano Fresco e como parceiro a Digidelta Software: “o consórcio deste projecto pretende colocar no mercado espécies nativas de bivalves de elevado valor gastronómico e comercial – amêijoa-boa e amêijoa-macha”, com recurso “a um plano de melhoramento (breeding) estruturado, apoiado em ferramentas de biotecnologia inovadoras, que permite o desenvolvimento de variedades de bivalves com desempenho superior para os aquicultores”;

Novas embarcações que aliam o design contemporâneo à eficiência energética, que tem como promotor a Sun Concept e como parceiro a AlmaDesign: “produção em série de embarcações electro solares, com elevada eficiência dos cascos em estreita aliança com o design contemporâneo e a eficiência energética, que passará pela construção de moldes e protótipos das novas embarcações Catamaran 12.0 e Sunflash, para navegação em offshore e em águas costeiras”;

ETAR BM DEMO, que tem como promotor a Bluemater e parceiros a BRITES, VAZ & IRMÃOS S.A, o INEGI – Instituto de Ciência e Inovação em Engenharia Mecânica e Engenharia Industrial e o ISE/UAlg – Instituto Superior de Engenharia da Universidade do Algarve: “demonstração das tecnologias desenvolvidas para o tratamento de águas residuais e gases industriais, através da instalação de uma ETAR demonstradora nas instalações da unidade produtiva de transformação de bacalhau da BRITES, VAZ & IRMÃOS, na Gafanha de Nazaré”, com as quais se pretende “demonstrar a eficiência do tratamento biológico realizado pelas tecnologias desenvolvidas pela BLUEMATER no tratamento de efluentes residuais do setor do pescado em escala industrial”; e

de MAR em MAR, que tem como promotor a Mares Sem Fim – Saberes e Cultura do Mar e como parceiros a ANJE (Associação Nacional de Jovens Empresários) e o Formar: “serviços de turismo náutico e de natureza, com divulgação científica e cultural, no âmbito de educação e literacia do oceano”.



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Próximos eventos

De momento não existem próximos eventos.

«Foi Portugal que deu ao Mar a dimensão que tem hoje.»
António E. Cançado
«Num sentimento de febre de ser para além doutro Oceano»
Fernando Pessoa
Da minha língua vê-se o mar. Da minha língua ouve-se o seu rumor, como da de outros se ouvirá o da floresta ou o silêncio do deserto.
Vergílio Ferreira
Só a alma sabe falar com o mar
Fiama Hasse Pais Brandão
Há mar e mar, há ir e voltar ... e é exactamente no voltar que está o génio.
Paráfrase a Alexandre O’Neill