A embarcação, que se fazia passar por embarcação pesqueira, foi interceptada pela equipa da Frontex a enviar 81 migrantes numa pequena embarcação rumo à ilha de Lampedusa.
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

A Frontex anunciou esta Terça-feira ter interceptado uma embarcação que se fazia passar por embarcação pesqueira, sendo, ao que tudo indica, uma embarcação suspeita de tráfico de seres humanos, nomeadamente migrantes.

De início parecia apenas uma embarcação abandonada, mas a equipa da Frontex, tendo ficado a vigiar mais de duas horas, começou a detectar pessoas e de seguida pode testemunhar a aproximação de um pequeno barco no qual os 81 imigrantes, maioritariamente do Bangladesh, Marrocos e Líbia, entraram, seguindo depois direcções opostas. 

Aquele que a Frontex chama de exemplo claro de um “barco-mãe”, foi usado por criminosos para transportar um grupo de migrantes, por mar, em direcção ao seu destino – ilha de Lampedusa – antes de descarregá-los num barco menor.

A equipa alertou de imediato as autoridades italianas e as autoridades de Malta, bem como a EUNAVFOR Med. As autoridades Italianas, mais tarde, alcançaram o tal “barco-mãe”, prenderam sete supostos traficantes e apreenderam a embarcação. De momento, as autoridades italianas estão a investigar o caso. 



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Próximos eventos

De momento não existem próximos eventos.

«Foi Portugal que deu ao Mar a dimensão que tem hoje.»
António E. Cançado
«Num sentimento de febre de ser para além doutro Oceano»
Fernando Pessoa
Da minha língua vê-se o mar. Da minha língua ouve-se o seu rumor, como da de outros se ouvirá o da floresta ou o silêncio do deserto.
Vergílio Ferreira
Só a alma sabe falar com o mar
Fiama Hasse Pais Brandão
Há mar e mar, há ir e voltar ... e é exactamente no voltar que está o génio.
Paráfrase a Alexandre O’Neill