A saúde dos marítimos a bordo dos navios é importante e a alimentação e o exercício físico são um grande passo nesse sentido
ECSA
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Exercício físico e alimentação saudável deveriam fazer parte da vida dos marítimos. Segundo o Safety4Sea, estes são dois factores cruciais para a saúde dos mesmos a bordo, de forma a reduzir o risco de doenças e aumentar a energia, reforçando a produtividade.

A alimentação a bordo é considerada critica para os membros da tripulação. De acordo com a seguradora Skuld P&I Club, cita apela publicação, uma alimentação saudável – rica em nutrientes e baixa em gordura – poderá dar aos marítimos a energia necessária para trabalhar a bordo e lutar contra sintomas de fatiga que possam surgir. Por outro lado, se não fizerem uma dieta rica, este poderá inclusivamente representar um problema a bordo, causando mal-estar.

O problema é que a comida mais saudável pode ser mais cara comparativamente a um tipo de comida mais rápida, pelo que os gerentes poderão ter a tendência de optar por alimentação mais fraca. Mas a publicação refere uma solução: trabalhar mais estreitamente com os fornecedores de alimentos, pois muitos deles poderão facultar aulas de cozinha, dar sugestões para menus semanalmente ou até ajudar no controlo do inventário, o que levará a uma diminuição do desperdício, representando uma opção mais económica.

Entre os benefícios de uma alimentação mais rica em nutrientes e menos rica em gordura estão o controlo de peso e a redução de fadiga. E o exercício é positivo para melhorar a disposição e as relações sociais, tornando os marítimos mentalmente mais fortes, com descanso mais rentável.

 



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Próximos eventos

De momento não existem próximos eventos.

«Foi Portugal que deu ao Mar a dimensão que tem hoje.»
António E. Cançado
«Num sentimento de febre de ser para além doutro Oceano»
Fernando Pessoa
Da minha língua vê-se o mar. Da minha língua ouve-se o seu rumor, como da de outros se ouvirá o da floresta ou o silêncio do deserto.
Vergílio Ferreira
Só a alma sabe falar com o mar
Fiama Hasse Pais Brandão
Há mar e mar, há ir e voltar ... e é exactamente no voltar que está o génio.
Paráfrase a Alexandre O’Neill