Num estudo editado pela DNV GL no âmbito do projecto europeu «CORE LNGas hive», conclui-se pelo enorme potencial do mercado do Gás Natural Liquefeito, GNL, na Península Ibérica, perspectivando-se um mercado portuário-marítimo, já em 2030, na casa dos 2 milhões de metros cúbicos.
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Tendo como principal objecto de estudo o potencial mercado portuário-marítimo em Espanha e Portugal, o estudo agora apresentado pela classificadora DNV GL pretende constituir-se também como uma base estratégica de decisão no âmbito do projecto europeu «CORE LNGas hive», coordenado pela Enagas, no valor de 33 milhões de euros, avaliando igualmente as infra-estruturas que será necessário desenvolver de modo a permitir vir a ter uma oferta que satisfaça a potencial e efectiva procura, incluindo também as regiões periféricas do Mediterrâneo, Atlântico e Estreito de Gibraltar.

Nesse sentido, o estudo conclui igualmente que, em 2050, a procura poderá atingir mesmo os 8 milhões de metros cúbicos no que respeita ao fornecimento de combustível a navios, com destaque para uma mais acentuada procura em Algeciras, Las Palmas e Barcelona.

De um ponto de vista logístico, partindo agora de tais perspectivas como pressupostos, o estudo entende e conclui ainda ser necessário, nesse enquadramento, os portos dotarem-se de novas infra-estruturas de carga de navios e barcaças de fornecimento de GNL, prevendo, consequentemente, a necessidade investimentos na casa dos mil milhões de euros até 2030 e de 3 700 milhões até 2050.



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Próximos eventos

  1. Oceans Meeting

    Setembro 7 - Setembro 8
  2. Colóquio: Sines, o Porto e o Mar – História e Património

    Setembro 7 - Setembro 9
  3. X Congresso da APLOP

    Setembro 11 - Setembro 12
«Foi Portugal que deu ao Mar a dimensão que tem hoje.»
António E. Cançado
«Num sentimento de febre de ser para além doutro Oceano»
Fernando Pessoa
Da minha língua vê-se o mar. Da minha língua ouve-se o seu rumor, como da de outros se ouvirá o da floresta ou o silêncio do deserto.
Vergílio Ferreira
Só a alma sabe falar com o mar
Fiama Hasse Pais Brandão
Há mar e mar, há ir e voltar ... e é exactamente no voltar que está o génio.
Paráfrase a Alexandre O’Neill