Entre 2015 e 2017, as receitas turísticas na região e na cidade de Lisboa cresceram, o que não constitui surpresa, muito induzidas pelo alojamento local e pela hotelaria, revelando uma tendência que parece manter-se e ter tradução também nos cruzeiros que escalam a cidade
Baía do Tejo
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Um estudo da Deloitte para a Associação de Turismo de Lisboa (ATL) divulgado esta semana revelou que em 2017 o turismo gerou 13,7 mil milhões em receitas directas e indirectas na região de Lisboa.

Este resultado concide com o ano em que o novo terminal de cruzeiros da cidade recebeu os primeiros passageiros (já no segundo semestre) e revela vários acréscimos relativamente ao último relatório semelhante, alusivo a 2015.

Face a 2015, o ano de 2017 representou para a região mais 448 milhões de euros em comércio, mais 335 milhões em hotelaria e aljamento local, mais 264 milhões em animação, mais 243 milhões em transportes e mais 236 milhões em restauração.

Ainda face a 2015, a ATL destaca o crescimento do número de hóspedes (33,3%), para 9,69 milhões, com especial incidência no alojamento local (3,17 milhões de hóspedes, +88%). Na hotelaria, o crescimento foi de 17,4%, para 6,16 milhões de hóspedes.

Na apresentação do estudo, a ATL referiu que em valores absolutos, a riqueza gerada na região de Lisboa cresceu 5 mil milhões de euros entre os dois estudos e que o peso do turismo no PIB da região passou de 10,4%, em 2014, para 19,7% em 2017.

Numa análise referente apenas à cidade de Lisboa, a ATL revelou que o turismo gerou 10,11 mil milhões de euros em 2017, mais 55,3% do que em 2015, e quatro vezes mais do que em 2005.

Embora o estudo se limite a confirmar o que parece evidente, que é um aumento notório do turismo em Lisboa nos últimos anos, em boa parte devido ao desenvolvimento do alojamento local, é também revelador de uma tendência que não escapa a vários operadores turísticos. E esse contexto de crescimento do turismo reflecte-se já no número de passageiros de cruzeiro em Lisboa, que em 2018 superou o de 2017 em 11%, e nas escalas de cruzeiros em Lisboa, que aumentaram 3% de 2017 para 2018.

 

 



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Próximos eventos

De momento não existem próximos eventos.

«Foi Portugal que deu ao Mar a dimensão que tem hoje.»
António E. Cançado
«Num sentimento de febre de ser para além doutro Oceano»
Fernando Pessoa
Da minha língua vê-se o mar. Da minha língua ouve-se o seu rumor, como da de outros se ouvirá o da floresta ou o silêncio do deserto.
Vergílio Ferreira
Só a alma sabe falar com o mar
Fiama Hasse Pais Brandão
Há mar e mar, há ir e voltar ... e é exactamente no voltar que está o génio.
Paráfrase a Alexandre O’Neill