No dia 1 de Junho, a cidade vai acolher um evento que combina momentos e espaços de reflexão, experiências gastronómicas e outras propostas culturais, procurando valorizar os recursos do mar e o turismo
Fórum Sem Espinhas
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

No próximo dia 1 de Junho, decorrerá em Espinho a primeira edição do «Fórum Sem Espinhas», a segunda iniciativa do projecto Sem Espinhas 2019, promovido pela Câmara Municipal de Espinho (CME). O evento terá lugar entre o Museu FACE e a antiga lota de Espinho, com o objectivo de “valorizar os recursos patrimoniais e culturais da gastronomia da cidade e alavancar o território em termos turísticos”, refere a autarquia.

Além de debates sobre a sustentabilidade e o futuro do mar, que contará com a presença de António José Correia (Fórum Oceano), Rui Azevedo (Fórum Oceano), Isabel Tato (Associação Nacional dos Industriais de Conservas de Peixe), Adolfo Neira Lamas (consultor da Estrategia y Organización AS, Galiza) e Helena Cardoso (Docapesca), o programa contempla experiências gastronómicas, um mercado de produtos, showcookings com chefes nacionais prestigiados, street food e um bengaleiro de peixe (um bengaleiro situado na lota, onde “os participantes podem deixar o seu pescado para que, no decorrer do dia, mantenha a sua frescura e seja amanhado pelas mãos experientes de quem sabe”, esclarece a autarquia.



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Próximos eventos

De momento não existem próximos eventos.

«Foi Portugal que deu ao Mar a dimensão que tem hoje.»
António E. Cançado
«Num sentimento de febre de ser para além doutro Oceano»
Fernando Pessoa
Da minha língua vê-se o mar. Da minha língua ouve-se o seu rumor, como da de outros se ouvirá o da floresta ou o silêncio do deserto.
Vergílio Ferreira
Só a alma sabe falar com o mar
Fiama Hasse Pais Brandão
Há mar e mar, há ir e voltar ... e é exactamente no voltar que está o génio.
Paráfrase a Alexandre O’Neill