Refere relatório do Ocean Energy Systems, com base num horizonte até 2050
Energia dos oceanos
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

O sector energético associado aos oceanos pode criar 680 mil empregos directos e poupar 500 milhões de toneladas em emissões de CO2 até 2050, refere no seu último relatório o Ocean Energy Systems (OES), um programa inter-governamental que opera no âmbito da Agência Internacional de Energia.

Segundo o OES, a enorme quantidade de energia acumulada pelos oceanos, resultante das marés, ondas, diferenças de temperatura e variações de salinidade pode ser tem potencial para gerar mais de 300 GW de energia instalável até 2050.

O OES considera que “a maioria das tecnologias de energia oceânica estão actualmente no estádio conceptual ou de protótipo e que o crescimento do sector ao longo dos últimos 15 anos foi mais lento do que o previsto”. No entanto, refere o OES, modelos recentes sugerem que a taxa de crescimento verificada nas eólicas offshore nos últimos 20 anos serão reproduzidas na energia oceânica entre 2030 e 2050.

Segundo o OES, as tecnologias relativas ao aproveitamento da energia das marés são actualmente as mais avançadas, seguidas de perto pelas tecnologias aplicáveis à energia das ondas, energia termal e conceitos de variações de salinidade.



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Próximos eventos

De momento não existem próximos eventos.

«Foi Portugal que deu ao Mar a dimensão que tem hoje.»
António E. Cançado
«Num sentimento de febre de ser para além doutro Oceano»
Fernando Pessoa
Da minha língua vê-se o mar. Da minha língua ouve-se o seu rumor, como da de outros se ouvirá o da floresta ou o silêncio do deserto.
Vergílio Ferreira
Só a alma sabe falar com o mar
Fiama Hasse Pais Brandão
Há mar e mar, há ir e voltar ... e é exactamente no voltar que está o génio.
Paráfrase a Alexandre O’Neill