Várias empresas mundiais juntaram-se para criar uma associação - Alliance to End Plastic Waste - com o objectivo de banir o desperdício de plástico no ambiente e não o deixar chegar ao mar.
Plásticos
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Várias empresas do mundo juntaram-se para criar uma associação, Alliance to End Plastic Waste (AEPW), que promova soluções para banir o desperdício de plástico no ambiente, especialmente no oceano, segundo vários meios de comunicação internacionais. O primeiro passo comprometeu já cerca de 870 milhões de euros, sendo que esperam investir no projecto mais de 1.300 milhões de euros nos próximos cinco anos.

Esta cadeia de valores vai dedicar-se, de um modo geral, à gestão da economia circular, propondo sistemas integrados de gestão de resíduos em grandes áreas urbanas, especialmente em zonas próximas de rios, colaborando também com programas desta área já existentes, como o STOP, que trabalha com a Indonésia.

Dedicar-se-á igualmente ao financiamento da Rede Incubadora da Circulação de Capital para desenvolver e promover tecnologias, modelos de negócios e empreendedores que evitem resíduos plásticos oceânicos e aperfeiçoem a gestão e reciclagem de resíduos, com foco inicial no Sudeste Asiático. Explorando assim oportunidades de parcerias com instituições académicas ou outras organizações já envolvidas em tipos semelhantes de recolha de dados.

A associação estará também presente na colaboração com organizações intergovernamentais, como as Nações Unidas, para realizar workshops conjuntos para funcionários de Governos e líderes comunitários de forma a sensibilizar as pessoas para a identificação e busca de soluções mais eficazes e relevantes em áreas prioritárias. E propõe-se igualmente a apoiar a Renew Oceans (principalmente através de investimento), que é um programa projectado para capturar o lixo plástico antes de atingir o oceano.

“Embora o nosso esforço seja global, a Aliança pode ter o maior impacto no problema, concentrando-se nas partes do mundo onde o desafio é maior, partilhando soluções e melhores práticas para que esses esforços possam ser ampliados e amplificados em todo o mundo”, referiu Peter Bakker, presidente e CEO do Conselho Empresarial Mundial para o Desenvolvimento Sustentável.

As empresas fundadoras da Aliança são: BASF, Berry Global, Braskem, Chevron Phillips Chemical Company LLC, Clariant, Covestro, Dow, DSM, ExxonMobil, Formosa Plastics Corporation, Henkel, LyondellBasell, Mitsubishi Chemical Holdings, Mitsui Chemicals, NOVA Chemicals, OxyChem, PolyOne, Procter & Gamble, Reliance Industries, SABIC, Sasol, SUEZ, Shell, produtos químicos SCG, Sumitomo Chemical, Total, Veolia e Versalis (Eni).

Localizada na América do Norte e do Sul, Europa, Ásia, Sudeste da Ásia, África e Médio Oriente, esta associação sem fins lucrativos, convida, através da pessoa do presidente do Conselho Presidente e CEO da Procter & Gamble e presidente da AEPW, David Taylor, todas as empresas, grandes e pequenas, de toda e qualquer região ou sector, a unir-se à Aliança.



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Próximos eventos

De momento não existem próximos eventos.

«Foi Portugal que deu ao Mar a dimensão que tem hoje.»
António E. Cançado
«Num sentimento de febre de ser para além doutro Oceano»
Fernando Pessoa
Da minha língua vê-se o mar. Da minha língua ouve-se o seu rumor, como da de outros se ouvirá o da floresta ou o silêncio do deserto.
Vergílio Ferreira
Só a alma sabe falar com o mar
Fiama Hasse Pais Brandão
Há mar e mar, há ir e voltar ... e é exactamente no voltar que está o génio.
Paráfrase a Alexandre O’Neill